ESTÃO NA CADEIA

Mulheres são presas tentando aplicar golpe do PIS em Mogi

Número de inadimplentes com a Prefeitura de Mogi das Cruzes aumentou na comparação com 2017. (Foto: Arquivo)

Terminou na noite desta terça-feira o auto de prisão em flagrante por tentativa de estelionato elaborado no Distrito Central, em Mogi das Cruzes, em desfavor de Jaqueline dos Santos Rocha, de 24 anos, moradora em São Paulo, e Tatiane Alves de Almeida Silva, de 34 anos. Elas haviam sido capturadas no fim da tarde pelo investigador chefe Luis Roberto Bourg de Mello e o policial Daniel Tsukada.

A equipe surpreendeu as mulheres na Caixa Econômica Federal, na Rua Dr. Deodato Wertheimer, no Centro de Mogi. O investigador Bourg disse que “se encontrava na minha unidade quando recebeu uma informação sobre a ação das duas mulheres, houve suspeita por parte dos funcionários da caixa quando ela tentaram sacar Pis e Pasep com documentos de três pessoas diferentes”.

Os policiais confirmaram o uso de documentos falsos e lhes deram “voz de prisão em flagrante”. Jaqueline e Tatiane foram escoltadas ao Distrito Central, mas apesar de interrogadas optaram em ficar caladas.. Por se tratar a Caixa de um banco Federal, as acusadas foram apresentadas, na manhã de ontem, à Justiça Federal, na audiência de custódia, em Mogi.