NA INTERNET

Músicos mogianos se unem para festival beneficente online, nesta sexta-feira

TRANSMISSÃO DE VÍDEO Músicos Lucas Schwart, Deo Miranda, Brenô e Daniel Saway, que participaram do primeiro festival do coletivo, no início de março, são alguns dos nomes confirmados para a ação digital. (Foto: divulgação)
TRANSMISSÃO DE VÍDEO Músicos Lucas Schwart, Deo Miranda, Brenô e Daniel Saway, que participaram do primeiro festival do coletivo, no início de março, são alguns dos nomes confirmados para a ação digital. (Foto: divulgação)

Há um ano, a playlist ‘Made in Mogi’ era criada no Spotify. Composta por artistas mogianos, a lista foi pensada pelo músico Daniel Saway para unir e divulgar a cultura local. Com o passar do tempo a iniciativa saiu das plataformas digitais e ganhou palco em um festival presencial, mas como neste momento este tipo de ação não é possível, a união segue online, num novo evento beneficente que arrecadará fundos para a Rede Feminina de Combate ao Câncer Guiomar Pinheiro Franco. Com o título ‘Unidos pela Solidariedade’, a “maratona de shows” será nesta sexta-feira, dia 22, a partir das 15 horas, com a presença de pelo menos 14 cantores.

Todas as apresentações serão transmitidas pelo canal do YouTube de Saway, que inicia a série de shows. Depois, cada um em sua casa, aparecerão na tela Waldir Vera, Samuel Diz, Léo Zerrah, Dani Dias, Deo Miranda, Gui Cardoso, Roque Martins, Paulo Henrique (PH), Thais Naomi, Brenô, Lucas Schwart, Michael Meyson e Rui Ponciano. Praticamente todos os integrantes da playlist.

“Para demonstrarmos que existe união, que estamos fazendo algo juntos, coloquei uma lista no WhatsApp e as pessoas foram colocando nome pra participar da atividade. Até então eu não tinha falado que era para ajudar uma instituição, mas quando vi a alta adesão pensei que já que estávamos nos mobilizando, poderíamos fazer isso por algo, por alguém”, explica Saway, que então fez contato com a Rede Guiomar e acertou que a live disponibilizará os dados bancários da instituição, para que a plateia virtual faça doações.

Além disso, a sede da instituição, localizada na Rua Padre João, 231, no Centro de Mogi das Cruzes, estará aberta no dia 8 de junho entre as 10 e 16 horas para receber a doação de latas e/ou pacotes de leite em pó.

Daniel Saway espera que a “arrecadação seja forte”, mas se não for, ainda assim vê pontos positivos na ação. “Pelo menos estaremos passando exemplo para outros artistas que ainda vão se juntar a nós e para a sociedade”, diz, e continua: “Nesse momento de pandemia, muito delicado, a gente tem que aprender alguma coisa, que é ser mais solidário com o outro”.

Este tipo de mensagem será passado entre as apresentações, que terão cerca de meia hora cada, com três, quatro ou cinco músicas de cada artista. “As pessoas entram, dão um oi, conversamos um pouco e depois elas tocam”, resume o organizador, sobre a dinâmica.

Vale destaque o fato de que todas as músicas serão autorais, para valorizar o trabalho dos envolvidos. “Percebi que alguns cantores que só tocavam cover se animaram a fazer autorais em shows e em lives depois de entrarem para a Made in Mogi, e era esse o efeito que eu esperava”, diz Saway, que acredita que seja papel do artista “dar exemplo e propagar ideias e valores”.

A ação online é fruto de um festival que levou o nome da playlist ao Teatro Vasques no dia 7 de março, pouco antes de ser instituída a quarentena em todo o Estado. Na ocasião, Brenô, Lucas Schwart, Deo Miranda e o próprio Saway puderam ser vistos juntos no palco. A oportunidade tornou possível estabelecer e compreensão do trabalho musical de cada um dos integrantes.

“A música é nossa alma, e conhecendo o som se conhece a pessoa. O festival não só divulgou todos os integrantes da playlist como fez todos se preocuparem mais com as obras autorais. Muita gente pergunta quando vai ser a próxima edição, inclusive os artistas que não participaram da primeira”.

Ao dizer isso, Saway confirma que, quando a pandemia passar, novos encontros presenciais serão organizados. E também confirma o que muitos artistas têm dito: as ações online seguirão mesmo num mundo livre do novo coronavírus. “Quem não estiver forte no online estará ‘morto’”, resume ele.

Saway aposta em homenagens

Organizador da atividade online que vem sendo apelidada como “um dia inteiro de música”, Daniel Saway também faz ações individuais nas redes sociais. Mas procura fazer diferente do formato voz e violão. Suas próximas aparições serão ao lado do também cantor Brenô e mais tarde, com o DJ Boca.

“Em toda minha vida sempre criei coisas novas. Não gosto de fazer igual a todos e acredito que o caminho para transformar o mundo é criar coisas novas, como fazia Steve Jobs, fundador da Apple”, afirma o músico, que tem usado o tempo extra em casa para criar, planejar e estudar várias novas ações.

Existem projetos em curso que ainda seguem como segredo, mas a iniciativa ‘Cante Pra Mim’ é uma das que já estão sendo divulgadas. O funcionamento é parecido com a plataforma Manda Salve, em que o público pode contratar personalidades para produzir e transmitir em vídeo mensagens diversas, mas com foco na música.

“É só escolher até três músicas e o horário”, diz o cartaz virtual. Depois disso, uma taxa é cobrada e depois o horário marcado para que Saway faça uma chamada de vídeo especial. O serviço teve início no Dia das Mães, mas já ganhou novos clientes, como uma menina que fez aniversário de cinco anos no último final de semana, e ganhou de presente o pocket show com canções da Disney.


Deixe seu comentário