INFORMAÇÃO

Na Espanha, prefeito fala da segurança com câmeras

Melo participa hoje do 2º Fórum de Governos Locais, em Sevilha

Os resultados da experiência com uso de câmeras de videomonitoramento para reduzir a criminalidade em Mogi das Cruzes serão apresentados hoje, na Espanha, pelo prefeito Marcus Melo (PSDB), durante o painel Safe City do 2º Fórum Global de Governos Locais, na cidade de Sevilha. O prefeito abordará a experiência mogiana com a Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp), um conjunto de 319 câmeras de vídeo, cujas imagens são transmitidas para uma central de observação localizada no prédio da Prefeitura, onde é feito o monitoramento durante 24 horas diárias. A novidade a ser apresentada por Melo é a inclusão de câmeras particulares, de residências, comércios e indústrias, para aumentar consideravelmente a capacidade de vigilância do sistema. Tal proposta ainda não foi colocada em prática em razão de questões jurídicas envolvendo possível responsabilização da Prefeitura em razão do uso das imagens das câmeras privadas. Solucionado tal impasse, o projeto está na Câmara Municipal para ser votado ainda no início deste ano, logo após o término do recesso. Melo viajou para Espanha, na última quarta-feira, acompanhado do secretário de Gestão e chefe de Gabinete, Marcos Regueiro, e do assessor especial Guilherme Server, a convite de um dos organizadores do Fórum e conhecido do prefeito mogiano. A mesa dos debates de hoje sobre segurança terá ainda as participações de prefeitos de cidades do México, China, e Espanha, além de um representante da Telecom e do presidente da MB3– Gestión, empresa espanhola de consultoria em arquitetura, engenharia, urbanismo e edificações de obras civis. O Fórum irá se estender até o próximo sábado.

Demora
Questões de ordem interna têm atrasado a definição acerca da instalação, em Mogi das Cruzes, de uma unidade da Mahindra, um das maiores fabricantes de tratores de todo mundo, com sede na Índia. Apesar da forte concorrência de outros municípios do interior de São Paulo, Mogi continua na disputa, segundo autoridades envolvidas com a questão. Conforme os planos iniciais, a futura fábrica iria ocupar parte da área pertencente ao megaempresário Fumio Horii, paralela à via férrea, entre Braz Cubas e Jundiapeba.

Visita
Sem fazer qualquer alarde, Bia Doria, mulher do governador João Doria, esteve em Mogi, dias atrás, acompanhando um grupo de romeiros da Zona Leste da Capital, numa caminhada rumo a Aparecida, no Vale do Paraíba, pela Rota da Luz. O prefeito Marcus Melo, sua mulher Karin e o secretário Marcos Regueiro recepcionaram a visitante, na região do Parque Centenário, onde começa longo o roteiro de 201 km, até a Basílica Nacional.

Mão firme
A edição de ontem do jornal O Globo diz que após quase um mês de governo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ainda não conseguiu “mexer num dos grandes símbolos do aparelhamento partidário nas gestões petistas: o latifúndio do ex-deputado Valdemar Costa Neto e do PR no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), órgão responsável por obras em rodovias de todo o País”. Segundo o jornal, as superintendências regionais do órgão ainda permanecem sob o comando de indicados do PR, mesmo após as primeiras mudanças feitas pelo ministro da pasta.

Reformas
A Fame, tradicional fábrica de chuveiros e materiais elétricos, está reformando as instalações adquiridas em César de Souza para receber a sua atual unidade localizada no bairro do Belenzinho, na Capital. As obras caminham em ritmo cadenciado no local onde já operaram as indústrias Huber Warco, Dresser e, por último, a Mabesa, fábrica de fraldas e lenços umedecidos. Segundo fontes, mesmo após a conclusão da mudança, a empresa não pretende desativar a unidade localizada no distrito de Sabaúna.

Frase
Se acidez fosse sinônimo de esperteza, limão não morreria espremido.
Eduardo Zugaib, publicitário e palestrante, em seu mais recente livro, Humor de Segunda a Sexta