LANÇAMENTO

Novo Chevrolet Tracker chega ao mercado com preços entre R$ 82 mil a R$ 112 mil

Agora fabricado no Brasil, o novo Chevrolet Tracker chega totalmente renovado (Divulgado)

O novo Chevrolet Tracker está chegando ao mercado completamente atualizado e, desta vez, produzido no Brasil. O modelo estreia com duas opções de motorização turbo (1.0 e 1.2), duas opções de transmissão de seis marchas (manual e automática) e quatro opções de acabamento (versão de entrada, LT, LTZ e Premier). O novo Tracker tem preços que varias de R$ 82 mil a R$ 112 mil, além da versão PCD que pode custar cerca de R$ 58 mil com todas as isenções. Para a carroceria há um leque com sete opções de cores, incluindo a de lançamento Azul Power, exclusiva do modelo topo de linha.
Os motores turbo de três cilindros são os seguintes: um 1.0 litro de 116 cv e 16,8 kgfm de torque e outro 1.2 litro de 133 cv e 21,4 kgfm de torque máximo, este último disponível exclusivamente com transmissão automática.
O modelo cresceu em comprimento (12 mm) e na largura (15 mm), enquanto a altura foi ligeiramente reduzida para dar proporções mais contemporâneas. Começando pela lateral, é possível notar a silhueta dinâmica pautada pela aerodinâmica. Descendo os olhos, observa-se que o SUV compacto ganhou uma terceira janela na coluna C, ampliando a visibilidade em manobras.

O SUV compacto tem duas opções de motorização, ambas turbo de três cilindros: uma 1.0 e outra 1.2 litro (Divulgação)

Pouco mais embaixo, há uma linha ascendente que conecta faróis, maçanetas e lanternas. Os vincos acentuam o estilo atlético que definem o design do SUV da Chevrolet. Também trazem um efeito de luz e sombra com o propósito de valorizar a personalidade do modelo.
A parte inferior da carroceria foi uma das que recebeu maior atenção dos designers. Ela reforça o aspecto de robustez do veículo. Toda a base dos para-choques, das portas e dos para-lamas contam com uma moldura escura que acentua a distância do veículo em relação ao solo. No centro, a peça é trabalhada com elementos tipo 3D típicos dos veículos utilitários. Também tem caráter funcional, pois ajuda a proteger a lataria. Outro ponto marcante fica por conta do formato mais quadrado das caixas de roda.
A porção lateral costuma concentrar boa parte da força e da identidade de um SUV. Também por este motivo o novo Tracker vem equipado com rodas de alumínio de série. Na versão Premier elas são de 17 polegadas com superfície usinada, fundo cinza metálico e aros “flutuantes” cromados para combinar com outros acabamentos em mesmo tom. As rodas trazem cinco parafusos para, além de maior poder de fixação, permitir uma perfeita harmonização.
O capô é marcado por vincos para dar maior rigidez à peça. A grade superior é mais estreita e acomoda a gravata dourada, enquanto a inferior é mais larga para ajudar na refrigeração do motor, com destaque para o formato estilizados das aletas. Já na base do para-choque há um aplique em cor diferenciada.

O novo Tracker foi totalmente redesenhado e chega ao mercado em quatro versões de acabamento (Divulgação)

A tampa traseira foi completamente redesenhada, seguindo o mesmo padrão estético das demais superfícies. Para valorizar os vincos da área central e o logo Chevrolet, o suporte da placa do carro foi deslocada para o para-choque, que acomoda ainda refletores, a luz de neblina e um extensor, que, como na parte dianteira e o rack de teto, vem pintado em cor diferenciada. São detalhes como estes que ajudam a acentuar o espírito aventureiro do carro.
No interior, traços horizontalizados reforçam a sensação de amplitude do painel, que está mais largo e foi levemente rebaixado para dar uma maior sensação de domínio da direção. O design da peça foi pensado para a melhor visualização dos instrumentos pelo motorista. A tela central de LCD de oito polegadas tipo pedestal, por exemplo, que é o grande protagonista e, assim como toda a porção central do painel, fica levemente inclinada para facilitar o acesso aos comandos.
O quadro de instrumentos é bastante moderno e de fácil leitura, concentrando as informações mais relevantes. O velocímetro e o conta-giros contam com grafismos exclusivos e ponteiros iluminados por LEDS. No meio há a tela de TFT colorida, que exibe o nível de combustível e quais ocupante traseiros estão ou não com o cinto de segurança afivelados. Ali fica também o visor do computador de bordo de até 14 funções, entre elas o indicador de distância do veículo à frente, o monitoramento da pressão dos pneus e o percentual da vida útil do óleo.

O novo SUV compacto chega para bater de frente principalmente com VW T-Cross e Hyundai Creta (Divulgação)

O modelo também conta com faróis full LED, sistema start/stop, seis airbags, cintos de segurança dianteiros com sistema de pré-tensionadores, controle eletrônico de estabilidade e assistente em partida em rampa de série em toda as versões, assim como recursos altamente tecnológicos que otimizam a performance do veículo, como assistente de frenagem para situações de perda de eficiência por aquecimento, sistema de alerta de colisão com frenagem autônoma em caso de emergência para mitigar ou mesmo evitar acidentes, alerta de ponto cego, sensores de estacionamento dianteiros, traseiros e laterais com indicação gráfica no computador de bordo e câmera de ré com linhas guias que projetam a movimentação do veículo conforma o ângulo de esterçamento do volante, assistente de estacionamento semiautônomo para vagas paralelas e perpendiculares, sensor de chuva e crepuscular e chave inteligente, entre outros.


Deixe seu comentário