PLANOS

Novo secretário de municipal de Desenvolvimento Econômico e Social quer manutenção de empregos

JUNTOS Secretário Simei Baldan assina posse ao lado do prefeito Marcus Melo. (Foto: divulgação)

Em meio às preocupações com a saúde e economia devido à pandemia de Covid-19, a Prefeitura de Mogi das Cruzes ganhou um novo nome para o enfrentamento ao vírus. Na manhã de ontem, o advogado Simei Baldan, de 53 anos, assumiu a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social. A cadeira do primeiro escalão municipal estava vaga há alguns dias, desde que o vereador Clodoaldo de Moraes reassumiu o mandato no legislativo com intenção de concorrer à reeleição em outubro.

O acordo político para que a pasta fosse ocupada por políticos do Partido Liberal (PL) foi mantido. Baldani atualmente é secretário estadual e federal da legenda e chega no momento em que a cidade, assim como o mundo, vira as atenções para a economia e a saúde.

O novo secretário destacou a boa convivência na Prefeitura, onde assumiu outros cargos, e também a experiência na área pública desde 1990. Mas reconheceu que o momento é diferenciado por conta da pandemia, e requer novos aprendizados, sobretudo porque após a pasta da saúde, segundo avalia, a que recebe a maior atenção no momento é a da economia.

“Ouvi outro dia no rádio que alguns economistas estão estudando como foram os impactos da 2ª Guerra Mundial, da pandemia de 1919, para aprender como os países reiniciaram o processo. É uma hora em que, humildemente, venho para buscar o apoio de todo mundo. Entrar em contato com todos os segmentos vinculados da sociedade que geram empregos, para poder, junto com a estrutura que vem dos governos federal e estadual, aplicar no município, para nos adequar às realidades que estão vindo, e contar com apoio dos demais secretários para minimizarmos o impacto que a sociedade sofre neste momento”, destacou.

O objetivo da pasta que passa a ser chefiada por Baldani é adotar estratégias e ações para fomentar atividades econômicas, apoiando os empreendedores da cidade a fim de promover o desenvolvimento do município.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) destacou que a experiência do novo secretário com a classe empresarial foi um dos pontos que pesaram na escolha dele ao cargo, porque a Prefeitura precisa ter sensibilidade para entender de que forma os empregos poderão ser mantidos na cidade.

“Cada atividade econômica tem sua característica, é muito difícil fazer uma avaliação que contemple a todas. A indústria está autorizada a trabalhar, mas percebemos que algumas delas estão dando férias pela falta de componentes e consumo. Há atividades que a Prefeitura interrompeu, e a precisamos ter bastante sensibilidade para entender o desafio dos empresários, com foco na manutenção no emprego, e de resguardar as pessoas em casa”, ressaltou.

Segundo Melo, não há previsão de que outro secretário deixe o cargo para se candidatar às eleições deste ano.

Simei Baldani nasceu em Piraju, no interior de São Paulo, em janeiro de 1967. Veio para Mogi das Cruzes em 1990, para cursar Direito e se formou em 1994. Na década anterior, trabalhou no banco Bradesco, na área administrativa. Baldani atuou por 10 anos como assessor na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, com o então deputado Junji Abe (MDB). Iniciou suas atividades na Prefeitura de Mogi em 2001, onde permaneceu até 2012, sendo seu último cargo o de chefe de gabinete-adjunto. Em 2012, aceitou o convite para prestar assessoria política junto ao Partido Liberal na Alesp, função que exercia até sua nomeação para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social de Mogi.


Deixe seu comentário