COVID-19

Número de casos confirmados do novo coronavírus no Alto Tietê dobra; Mogi lidera com 6 ocorrências

SITUAÇÃO Máscaras são usadas por poucas pessoas vistas nas ruas. (Foto: Elton Ishikawa)

O número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) no Alto Tietê saltou de 5 para 11, entre a noite da última sexta-feira e o final da tarde de desta segunda-feira (23) – aumento de 120%. Já o total de notificações da doença na região subiu 70% no período, pulando de 306 para 523. Destas, 290 ainda aguardam resultado de exames, 185 são casos leves que não tiveram amostras colhidas e 37 foram descartados.

Mogi das Cruzes lidera o total de pessoas infectadas pelo vírus. O município somava até o fechamento desta edição seis confirmações da doença. Entre os pacientes da lista está um médico e ex-vereador mogiano, que encontra-se internado em um hospital particular de Suzano. Os demais casos estão distribuídos nas cidades de Arujá (1), Ferraz de Vasconcelos (2), Poá (1) e Suzano (1). Já em Santa Isabel, o óbito de um idoso no último sábado é investigado sob suspeita de coronavírus e Influenza A. Os dados foram divulgados no início da noite de ontem pelo Consórcio de Desenvolvimento do Municípios do Alto Tietê (Condemat).

De acordo com o consórcio, desde a última quinta-feira estão em vigor novas normas para o fluxo de atendimento de pessoas com suspeita de coronavírus, “sendo obrigatória a coleta de exame laboratorial apenas para pacientes mais graves”. Com isso, há mudança no registro dos casos pelas Vigilâncias Epidemiológicas municipais e também na tabela divulgada pelo Condemat. Agora, além dos casos suspeitos aguardando exames (anteriores e posteriores ao novo fluxo), também começam a ser informados os casos leves sem coleta de material para exames.

O prefeito Marcus Melo (PSDB) realizou nova transmissão ao vivo nas redes sociais ontem, ao lado do secretariado do município, onde reforçou orientações, esclareceu dúvidas e anunciou novas medidas para conter a proliferação do vírus.

De acordo com o secretário de Saúde de Mogi, o médico Henrique Naufel, a cidade possuía, até o final da tarde de ontem, 23 pacientes internados em enfermaria e 9 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), entre casos suspeitos e já confirmados para o Covid-19. O titular afirmou ainda que espera a resposta do Estado para o envio de novas doses da vacina contra a gripe.

“Temos que entender que essa é uma situação de emergência. Fiquem em casa. A partir de amanhã (terça-feira), todos os estabelecimentos comerciais que não forem essenciais deverão permanecer fechados”, destacou o secretário de Segurança de Mogi, Paulo Roberto Madureira Sales, durante a transmissão.

Qualquer ação ou negligência de qualquer pessoa pode transformar-se em uma catástrofe, por isso seremos bastante rigorosos na fiscalização, ajudem e permaneçam em casa”, completou o titular da pasta.

Transmissão

O Ministério da Saúde declarou o reconhecimento da transmissão comunitária do Covid-19 em todo o território nacional. Isso significa que todo o Brasil deve se unir contra o vírus. Esse tipo de transmissão – que já é oficialmente observada no Alto Tietê –, refere-se àquela em que não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.


Deixe seu comentário