INTERNACIONAL

Nuvem de gafanhotos se deslocou na Argentina com provável direção ao Uruguai

O Ministério da Agricultura divulgou comunicado no qual informa que continua a monitorar a nuvem de gafanhotos em movimento dentro do território argentino. Segundo informações do Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa), a nuvem se deslocou da província de Corrientes para Entre Rios e está a 100 quilômetros da fronteira com o Uruguai.

Sobre a possibilidade de chegada dos insetos ao território brasileiro ainda nesta semana em virtude do aumento das temperaturas, o ministério esclarece que “este é um fator que não pode ser considerado de forma isolada. Até o momento, seguem mantidas as previsões de que os insetos continuarão se movimentando rumo ao sul, sem previsão de ocorrência de um conjunto de alterações climáticas (temperatura x umidade x direção/velocidade dos ventos) que favoreça sua entrada no Brasil”.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os ventos na região se manterão na direção Norte-Sul nos próximos dias, indicando uma provável direção da nuvem ao Uruguai.

O ministério salienta que a equipe técnica em Brasília se mantém em alerta com as Superintendências Federais de Agricultura (SFAs) e os Órgãos Estaduais de Defesa Agropecuária e em permanente contato com o Senasa para o monitoramento do deslocamento da nuvem de gafanhotos e a preparação de medidas de controle de forma tempestiva, se for necessário.

A respeito da nova nuvem de gafanhotos formada no Paraguai, o ministério relatou que também monitora e atualiza diariamente as informações junto ao Serviço Nacional de Qualidade e Sanidade Vegetal e de Sementes do Paraguai (Senave).


Deixe seu comentário