INFORMAÇÃO

O futuro de Caio, distante da Câmara

Ele descarta concorrer de novo ao Legislativo; quer disputa a Prefeitura

Campeão de votos na cidade para vereador e deputado estadual, Caio Cunha, ainda no PV, está disposto a dar um salto definitivo em sua carreira política. A disputa da vaga de prefeito de Mogi nas próximas eleições parece ser o caminho mais próximo de ser seguido pelo vereador que, em contato com a coluna, considerou “improvável” que volte a concorrer novamente a uma vaga na Câmara, por acreditar que “o parlamentar precisa ter apenas dois mandatos consecutivos”. Na visão do vereador, “é preciso dar espaço para a renovação e provocar uma oxigenação necessária junto à Câmara”. Caio Cunha continua trabalhando com o “300”, grupo integrado por 300 pessoas, interligadas via internet, que participam de seu mandato, dando sugestões ou mesmo fazendo eventuais correções às rotas tomadas por ele. Junto com integrantes desse coletivo, Caio vem buscando formar candidatos para montar uma ou até duas chapas de candidatos a vereador em 2020. Para isso, promove reuniões de imersão, onde os aspirantes à política participam de palestras e debates durante um determinado tempo. A segunda das sete imersões denominadas “Vamos Ocupar a Cidade” – numa referência ao título do livro escrito pelo vereador – está marcada para o próximo dia 4 de maio. Segundo Caio, o projeto dos 300 é mesmo lançar uma candidatura a prefeito, além de uma ou duas chapas para a Câmara. Apesar disso, o vereador é cauteloso quando questionado sobe sua eventual candidatura: “Acredito que estou preparado para assumir a Prefeitura, mas a decisão da candidatura ainda é prematura”, diz ele, que dificilmente continuará no PV, partido que o lançou na política. “Acredito que o PV já tomou sua decisão sobre 2020 e não faço parte dela. Por isso, continuo no partido até abril do próximo ano”. Para qual partido irá, ele ainda não diz. Assim como não responde se na próxima eleição municipal ficará do lado do deputado Bertaiolli (PSD) ou de Marcus Melo (PSDB). “Sobre ficar com um ou outro, sugiro que inverta a pergunta: qual dos dois ficará com Caio Cunha?”- questiona.

Futuro

Aposentado como gerente da agência local do Bradesco Prime, Elton Costa é o mais novo contratado da XP, considerada a maior corretora de investimentos do País, hoje disputando mercado diretamente com os grandes bancos nacionais. E não foi sozinho. Seu filho, Raphael Costa, também está na empresa, fundada há 18 anos por Guilherme Benchimol, o “prodígio incansável”, segundo a mais recente edição da revista Forbes. No próximo mês, os produtos da corretora serão apresentados aos investidores locais, durante evento na cidade.

No Japão

A organização e limpeza das cidades; a educação e a receptividade dispensada pelo povo japonês à comitiva de Mogi foram os pontos que mais impressionaram o prefeito Marcus Melo e seus acompanhantes, atualmente em visita às cidades-irmãs e empresas daquele país. Os mogianos já foram recebidos pelos prefeitos de Seki e Toyama e estão visitando as matrizes da NGK e Nachi, entre outras.

Inauguração

O secretário estadual de Administração Penitenciária, coronel Nivaldo César Restivo, deverá visitar Mogi no próximo dia 9 de maio para participar da solenidade de inauguração da Central de Penas e Medidas Alternativas que passará a prestar serviços em conjunto com as três varas criminais locais. A Central recebe pessoas que cometeram crimes de baixo potencial ofensivo e foram condenadas pelo Judiciário ao cumprimento de pena alternativa à de privção de liberdade, a chamada prestação de serviço à comunidade.

Recordista

Lana Daibs completou recentemente 23 anos de atividades no cargo de diretora regional de Mogi das Cruzes da Vigilância Sanitária do Estado. Um verdadeiro recorde. Nomeada para o cargo pelo ex-governador Mário Covas, seu trabalho atualmente está voltado para casos de alta complexidade, ligados a hospitais, bancos de sangue, agências transfusionais, indústrias, laboratórios e farmácias de manipulação, entre outros. Atualmente, os trabalho da Vigilância na cidade está divididos entre as fiscalizações do município e do estado.

A experiência é um carro com os faróis virados para trás.

Pedro Nava (1903-1984), médico e escritor brasileiro