EDITORIAL

O melhor de todos nós

Todo o mundo está sendo obrigado a enfrentar um mesmo inimigo silencioso e letal. Milhares de pessoas, e não só idosos, estão morrendo por causa do novo coronavírus, o Covid-19, desde o final do ano passado. Por se tratar de um novo vírus, ainda não houve tempo hábil para o desenvolvimento de uma vacina contra a doença mais aguda, que pode levar o doente à morte – o próprio tratamento é feito ainda no escuro.

E é nesse cenário que a confiança nos governos e na ciência passa por um teste dificílimo, agravado pela polarização ideológica e políticas, um fenômeno social que replica o que ocorre em todo o mundo.

Mas, a natureza humana é surpreendente. Algo está movendo as pessoas em escalada mundial: o reconhecimento aos profissionais dos serviços de saúde que estão na linha de frente desta guerra.

Em Mogi das Cruzes, não é diferente. Na sexta-feira, ao pedido de um “aplausaço” aos trabalhadores da saúde, bairros onde os panelaços não são registrados, se renderam a quem está deixando a família em casa para cuidar do outro em hospitais, postos e centros de saúde, laboratórios, etc. Interessante que os aplausos contaminaram moradores de regiões onde, normalmente, os apitaços políticos não acontecem.

Esse reconhecimento é importantíssimo. O acolhimento coletivo poderá ser o diferencial para a manutenção da tranqüilidade de todos. É preciso lembrar que o brasileiro nunca enfrentou uma crise de saúde pública como essa. A expectativa dos governos é conseguir blindar o aumento da curva de casos e reduzir as internações. Mortes já estão sendo registradas, inclusive, de pessoas mais novas.

Serviços essenciais serão fundamentais para a manutenção da ordem pública quando o pico de doenças é previsto para ocorrer nas cidades brasileiras.

É hora de solidariedade, civilidade, responsabilidade social, cidadania e, sobretudo, de empatia. A corrida por medicamentos (que não se sabe, ao menos se serão úteis), a propagação de tantas notícias falsas, o descumprimento das medidas de saúde recomendadas, são exemplos a serem combatidos com informação de fonte segura, por favor.


Deixe seu comentário