ARTIGO

O verdadeiro diabo

João Anatalino Rodrigues

Muitos filósofos afirmam que mundo é construído através de um processo dialético. Bem e mal, positivo e negativo, matéria e espírito, direita, esquerda, economia de mercado e estado social, Deus e o Diabo etc. Não sei até que ponto isso está certo, mas esse maniqueísmo parece próprio do cérebro humano, que só consegue raciocinar dentro desse processo.

É o que acontece agora com essa pandemia do coronavírus. Ela virou, na verdade, um pandemônio. Tornou-se um embate entre interesses de quem tem medo de perder dinheiro e quem tem medo de perder a vida. De um lado temos governadores tentando aproveitar a oportunidade para dar calote em suas dívidas com a União e um bando de políticos fisiológicos tentando vender o que resta de suas almas corrompidas por uma teta no governo. Teta que o presidente lhes têm negado. Doutro lado, temos um presidente que sofre da nostalgia do regime militar.

Milhões de pessoas morrerão com essa pandemia.Tudo bem. Afinal, o que são alguns milhões numa população que se conta por vários bilhões? Trump e Bolsonaro estão certos. Os que vão morrer vos saúdam. Mas a fome, a falta de recursos para a saúde, a ausência de saneamento básico, a pobreza endêmica de mais da metade da população terrestre matam mais que qualquer pandemia.

A propósito, relembro a anedota do astronauta que estava voando em órbita da terra e viu Satanás lá fora. Parecia um mendigo errante, magoado e desorientado. Com pena do danado, perguntou-lhe o que estava fazendo ali. Com grande desconsolo, o capeta disse que fora expulso da terra pela Internet. Não tinha mais lugar na vida dos homens, pois eles não precisavam mais dele para espalhar discórdia na terra. Tudo isso, agora, a mídia e as redes sociais faziam com mais competência do que ele. Por isso estava indo procurar outro planeta que ainda não tivesse desenvolvido esses recursos.

A propósito não aguento mais essa quarentena. Não vejo a hora de sair de casa para tomar uma cerveja com os meus amigos. Sem fakesnews nem proselitismo político. Só para jogar conversa fora.

João Anatalino Rodrigues é advogado e preside a Apae de Mogi


Deixe seu comentário