CARTAS

Obesidade crescente

Acabo de tomar conhecimento do levantamento que apontou um crescimento de 67% no número de obesos do País. A notícia é preocupante, principalmente se levarmos em conta os fatores que têm contribuído para que isso aconteça. O problema é grave, pois sinais de obesidade já começam a ser sentidos na infância e alguns fatores contribuem decisivamente para que isso aconteça. Na verdade, um dos mais sérios problemas do nosso século é o sedentarismo. As crianças deixaram de lado as brincadeiras que exigiam exercícios físicos para permanecer diante dos aparelhos de televisão ou videogames, tendo ao lado saquinhos de salgadinhos e outras comidas de gosto duvidoso e excessivamente calóricas. As gorduras trans estão aí para completar esse quadro nada saudável. Situação semelhante acontece com os adultos, também sedentários e que igualmente se alimentam mal na correria do dia a dia, onde permanecem atrás de uma mesa e à frente da tela do computador a maior parte do tempo. A situação é preocupante e o governo deveria incentivar as campanhas para que as pessoas se mexessem mais, fizessem exercícios físicos, jogassem mais futebol ou praticassem outros esportes. Só assim poderemos salvar parte dessa geração que se espanta diante das implacáveis balanças, mas que nada fazem para reduzir o peso elevado ou o tamanho da indecente barriga. A pesquisa já deu o alerta.É hora de as pessoas se conscientizarem e começarem a viver de maneira mais saudável.

Lúcia de Fátima Silva

lufasil@hotmail.com