FERROVIÁRIO

Obra de revitalização na Estação de Sabaúna deve começar em 10 dias

Prédio da Estação será reformado a fim de atrair mais turistas ao distrito. (Foto: Arquivo)
Prédio da Estação será reformado a fim de atrair mais turistas ao distrito. (Foto: Arquivo)

Em convênio com o Governo Estadual e o Ministério do Turismo, o museu ferroviário de Sabaúna, assim como outros equipamentos do local, passará por reforma e revitalização. Mais viagens da Maria Fumaça até o Distrito de Mogi das Cruzes é o desejo da Prefeitura e também da Associação Nacional de Preservação Ferroviária (ANPF). A ideia é atrair cada vez mais turistas ao local e, como uma das medidas para que isso comece a acontecer, a obra deve ser iniciada nos próximos 10 dias, segundo o coordenador de Turismo e secretário municipal de Cultura, Mateus Sartori.

A primeira etapa do projeto compreende a reforma do prédio da estação, fazendo toda readequação do museu, com reforma do telhado e do assoalho de madeira, inclusão de acessibilidade no sanitário e pintura, mantendo sempre a arquitetura original. Do lado de fora serão instalados palco e playground para as crianças. Estas intervenções serão feitas com R$ 385.026,08 provenientes do programa Município de Interesse Turístico e outros R$ 19.974,92 de contrapartida da Administração Municipal.

Além disso, a plataforma central da estação será recuperada, ganhando ainda uma cobertura e acessibilidade. Uma caixa d’água datada de 1906 também será restaurada. Para este projeto, proveniente de convênio com o Ministério do Turismo, o valor repassado será de R$ 258.570.

“Sabaúna já é um distrito turístico, onde já acontecem muitas atividades, mas tem se tornado cada vez mais um território destinado a isso. Reformar a estação e dar acessibilidade possibilita que a gente leve cada vez mais a Maria Fumaça para lá, que é nosso objetivo final. Então, precisamos fazer uma série de melhorias, para que isso seja bem feito. Então, vamos ainda melhorar a museologia, expondo as peças de uma maneira melhor. Queremos melhorar a economia e aumentar o número de turistas por lá”, comentou Sartori.

Turismólogo e presidente da ANPF, Fábio Barbosa acredita no potencial de Sabaúna e afirma que mesmo antes das obras da estação concluídas, quer que o trem turístico chegue por lá mais vezes. “Para o trem chegamos à conclusão que a estação já não é um empecilho. Tivemos o trem do Cambuci, durante o Festival e foi um sucesso. Então, já temos a linha férrea que funciona e a autorização da Agência Nacional de Transportes Ferroviários. Hoje, o que precisamos é de infraestrutura para fazer visitação e começar a envolver a comunidade nisso. O trem pode funcionar quando a comunidade local estiver preparada”, concluiu.