ATUALIZADO

Olímpio Tomiyama é sepultado aos 70 anos

DESPEDIDA Velório foi realizado no plenário da Câmara. (Foto: Eisner Soares)
DESPEDIDA Velório foi realizado no plenário da Câmara. (Foto: Eisner Soares)

O corpo do ex-vereador Olímpio Osamu Tomiyama, 70 anos, foi sepultado no final da tarde de ontem no Cemitério Parque das Oliveiras. Ele faleceu no início da noite de segunda-feira, no Hospital Nove de Julho, em São Paulo. Familiares e amigos participaram do velório realizado no plenário da Câmara Municipal de Mogi, lugar onde atuou durante 34 anos, eleito por oito mandatos consecutivos.

O político nascido em Londrina (PR) e considerado o decano da Câmara, encerrou a carreira de vereador em 2016 e atuava, desde o início de 2017, como consultor de assuntos especiais do governo do prefeito Marcus Melo (PSDB), que ontem decretou luto oficial na cidade por três dias. Mesmo na Prefeitura, ele continuava acompanhando as sessões legislativas e atuava como intermediador das demandas dos vereadores e do prefeito. Porém teve que se afastar nos últimos meses para cuidar da saúde. Tomiyama lutava contra um câncer desde 2013. Passou por cinco cirurgias e conseguiu reverter a situação, mas a doença voltou neste ano e o abateu. Depois de vários procedimentos, ele teve que se submeter a uma nova intervenção anteontem, mas não resistiu. Ele deixa a mulher Nair, as filhas Solange, Samantha e Simone, e quatro netos – Rodrigo, Gabriela. Cristiano e Luisa.

Uma das filhas, Solange, explica que a família esteve ao lado dele durante os 92 dias em que permaneceu internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) humanizada. Ela contou que o ex-vereador foi para o centro cirúrgico às 15 horas, mas por volta das 19 horas, o coração parou.

De acordo com Solange, o seu pai deixou um grande legado tanto para a família como à cidade. Além de ser muito presente e próximo das filhas, mulher e netos, ela afirma que “como político, em oito mandatos consecutivos, sempre agiu com total lisura, ética e respeito à população de Mogi”. A filha também destacou a atuação dele como advogado e estudioso dessa área, lembrando da luta dele pela Lei Orgânica do Município e mudança na herança vacante do Código Civil.

“Uma palavra que possa resumir o legado dele é dizer que ele foi um guerreiro e teve muita coragem para encarar desde os adversários políticos até as doenças e as adversidades e todas as dificuldades”, destacou ela, lembrando que ele sempre manteve o otimismo e bom humor.

O Ex-vereador Olímpio Tomiyama enfrentava câncer desde 2013 e não suportou cirurgia. (Foto: Cmmc – Arquivo)

A sessão de ontem foi transferida para o auditório Vereador Tufi Elias Andery. O presidente da Casa, vereador Sadao Sakai (PL), apenas abriu e fechou os trabalhos em respeito ao colega, que foi recebeu muitas homenagens dos parlamentares.

Um dos políticos que iniciou a carreira política na mesma época que Olímpio foi o vereador Cuco Pereira (PSDB), que ontem falou sobre a trajetória do colega e da importância do seu trabalho como membro por vários anos da Comissão de Justiça e redação da Casa. “Outra característica marcante foi a luta e o trabalho dele como representante da colônia japonesa da cidade.

Sakai disse que “ele sempre teve uma grande liderança na Câmara e mesmo depois que deixou o cargo, continuou mantendo vínculo e bom relacionamento com os vereadores, que sempre o consultavam quando tinham dúvidas”.

Um dos mais próximos de Tomiyama, Protássio Ribeiro (PSD) lembra da ajuda que recebeu dele quando iniciou sua carreira política. “Vai fazer muita falta. Era uma pessoa muito sensata e a opinião dele era decisiva para tomada de decisões na Câmara”.