INVESTIGAÇÃO

Organizador de luta em que lutador morreu após participar em Mogi deverá entregar vídeos à polícia

O proprietário da Academia, Fábio Yoshinaga, responsável pelo Torneio Ichiban Kickboxing, promovido no último fim de semana no ginásio do Parque da Cidade, no Alto do Ipiranga, compareceu na tarde de ontem no Distrito Central, em Mogi, para dar explicações ao delegado assistente Benedito Henrique Righi Queiroz, o qual preside o inquérito visando apurar o que provocou a morte por traumatismo craniano do lutador de artes marciais Rafael Beiton da Silva, de 31 anos, após ele participar de sua quarta luta da competição, neste domingo.

“Ele (Fábio) veio à delegacia, mas não trouxe as imagens das lutas e nem sabia o nome do médico que atendeu o lutador. Ele vai prestar declarações nos próximos dias e se comprometeu a trazer todos os documentos necessários que vão colaborar com as investigações”, detalhou o delegado Queiróz.


Deixe seu comentário