INFORMAÇÃO

Os bons exemplos que vêm de Guararema

Prefeito, vice e vereadores reduzem seus subsídios e de funcionários comissionados

Estão partindo de Guararema, alguns bons exemplos de desprendimento e espírito público nestes tempos de pandemia, em que se exige a colaboração de todos. Num vídeo disponibilizado ontem, em suas redes sociais, o prefeito e jornalista Adriano de Toledo Leite (PL) anunciou um corte de 30% em seus subsídios e do vice, Dirceu Jacinto Granato (PL); redução de 20% nos salários de secretários municipais e do gabinete; além da exoneração gradativa de 15% dos cargos comissionados, a serem definidos por uma comissão já criada junto ao Executivo. A meta é economizar R$ 2 milhões até o final do ano. Já os vereadores daquela cidade não ficaram atrás e também anunciaram a redução de 20% dos próprios subsídios. Idêntica redução, também de 20%, deverá acontecer nos salários dos funcionários comissionados da Câmara Municipal e dos demais que recebem gratificações pelo exercício de funções de confiança, exceto para concursados nos seus cargos de origem. Os vereadores esperam renegociar e até revogar alguns contratos vigentes da Câmara. Tais medidas deverão vigorar até o final do mês de dezembro e são necessárias “pensando, em primeiro lugar, na saúda de população, e, posteriormente, na reorganização administrativa para uma adaptação financeira, em consonância coma retomada econômica do próprio município”, informa o documento assinado pelo presidente Eduardo Aparecido Moreira Franco; pelo primeiro secretário, André Costa da Silva; pelo segundo secretário, José Francisco Beraldo Júnior e pelos vereadores Claudinei Santos de Oliveira e Eduardo Maia da Silva. A Câmara informa ainda a revogação da lei que promoveu a correção salarial e fixou os subsídios dos vereadores, prefeito e vice-prefeito a partir de 2021. Dessa forma, todos os que forem eleitos para o próximo mandato não terão alteração salarial durante os quatro anos subsequentes. E, por fim, esclarece ainda que intensificou seus trabalhos “para que nossa cidade passe, da melhor forma possível, por esta fase e reforça que todos os vereadores estão unidos para o enfrentamento desta pandemia.”

Responda depressa – 1

E os dois deputados de Guararema, não vão dar os mesmos bons exemplos?

Sugestão

O vereador Edson dos Santos (PSD) enviou ofício ao prefeito sugerindo que os trabalhos que eram oferecidos pelo Pronto-Atendimento Infantil, desativado no Hospital Municipal Waldemar Costa Filho (hoje centralizando casos da Covid-19), sejam transferidos para o prédio da Unica Fisioterapia ou da Unidade Básica de Saúde de Braz Cubas. “Como o período de inverno favorece a disseminação de doenças respiratórias, a desativação da unidade trará impacto negativo para a população, mesmo com sua transferência para o Pró-Criança, por exemplo, muito distante do distrito”, alega Santos.

Responda depressa – 2

E os vereadores, prefeitos e deputados de Mogi e demais cidades do Alto Tietê também vão abrir mão de subsídios?

Mesmo lugar

A direção do Grupo Zaragoza divulga nota informando que manterá o funcionamento da unidade do Spani Atacadista no mesmo local onde se encontra, em Braz Cubas, sem necessidade de mudança de endereço, como informado anteriormente. A decisão, diz a nota, foi tomada após reunião como prefeito Marcus Melo e o diretor de Desenvolvimento Econômico e Social, Claudio Costa, “que colaboraram com a negociação para permanência da loja que está na cidade desde 2004.” O grupo agradece o empenho das autoridades e a mobilização dos clientes que se manifestaram pela permanência do Spani em Mogi.

Frase

Bolsonaro é um girassol publicitário, cujo sol é o pulso das redes sociais.

Carlos Andreazza, diretor-executivo do Grupo Editorial Record e comentarista da Rádio Band News FM


Deixe seu comentário