ARTIGO

Parabéns, Santa Casa de Mogi das Cruzes

José Carlos Petreca

Estamos comemorando 147 anos da fundação da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes, e, aproveitamos para reverenciar a memória dos abnegados mogianos, que em 1873 se propuseram a criar esta entidade filantrópica, mantenedora do Hospital Nossa Senhora Aparecida, a fim de ter um centro de referência de saúde.

Ela, não só assistiu a evolução da cidade e região, como cresceu com ela, evoluiu e adequou-se às dificuldades inerentes ao trabalho de estar envolvida com a saúde pública. Hoje, num período em que os valores são efêmeros, temos uma instituição centenária que nos chama atenção pela sua solidez na continuidade dos sentimentos e valores de seus fundadores, garantidos pelos nossos colaboradores que ajudaram e ajudam a construir a cada dia, este presente para todos cidadãos mogianos e do alto tietê.

Problemas temos, porque fazem parte da vida. Existem para serem resolvidos. Tal qual as águas do rio que seguem o seu curso contornando as pedras no seu leito, a Santa Casa está resolvendo e vencendo os seus problemas. Mesmo que as crises nos levam a mudar de hábitos, fazer mudanças, reinventar, continuamos com nossa solidariedade e respeito ajudando uns aos outros e a todos que necessitam.

Para muitos o seu valor é imensurável, representando a vida, esperança, confiança, o ombro amigo e o aconchego do colo da mãe. Como hospital-escola foi o berço de aprendizagem de muitos médicos e profissionais da área de saúde.

Chegamos hoje, como hospital de referência que valoriza as pessoas, alicerçados na ética, transparência, respeito e no aprimoramento continuo respeitando nossa missão “promover assistência em saúde humanizada e voltada para a segurança”.

José Carlos Petreca é provedor da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes


Deixe seu comentário