MEIO AMBIENTE

Parque das Neblinas ganha trilha

Desde que foi aberto, em 2004, o Parque das Neblinas já recebeu mais de 40 mil pessoas (Foto: Arquivo)

Nova opção de percurso convida os turistas a um passeio à história da reserva natural que comemora 14 anos

Os visitantes do Parque das Neblinas contam com um novo percurso: a Trilha das Botas. No mês de aniversário da reserva natural, comemorado em 8 de outubro, o Instituto Ecofuturo, organização mantida pela Suzano Papel e Celulose, e responsável pela gestão da reserva, lança o passeio de curta distância, com 660 metros, e dificuldade leve. A proposta é uma aventura diferente em meio à floresta, na qual o visitante encontra elementos que remetem à ocupação da área antes da abertura oficial do parque, em 2004.

Ao longo das últimas duas décadas, o Ecofuturo promove ações voltadas à conservação da Mata Atlântica e utiliza o local como um “laboratório”, onde são testados modelos e estratégias de restauração. A área com 6 mil hectares, que hoje se encontra em diferentes estágios de regeneração e é protegida por iniciativas socioambientais, abrigou no período de 1950 a 1990 um núcleo habitacional com cerca de 200 residências, escolas rurais, centros de convivência, posto de saúde e campos de futebol. As famílias trabalhavam para indústria siderúrgica, que atuou no local, e posteriormente para a Suzano Papel e Celulose, que utilizava a área para plantios de eucalipto destinados à produção de celulose.

Desde que foi aberto, em 2004, o Parque das Neblinas já recebeu mais de 40 mil pessoas (Foto: Arquivo)

Durante a caminhada pela Trilha das Botas, os visitantes encontram resquícios das antigas construções, alguns objetos pessoais – como uma bota, que deu o nome à nova trilha -, uma pequena capela e um antigo sistema de captação d’água de 1968. Também compõem o trajeto em meio à Mata Atlântica trechos de córregos e a réplica de um rancho de palmiteiros. Instalada pelo Ecofuturo, o objetivo é conscientizar sobre o problema da exploração ilegal da palmeirajuçara para comercialização do palmito. A espécie é chave para a conservação, mas está ameaçada de extinção.

A Trilha das Botas é conduzida por monitores locais, que conhecem o histórico da região e orientam os visitantes sobre o passado e curiosidades da reserva. “Além de desenvolver iniciativas para conservação ambiental, o Ecofuturo tem como premissa o envolvimento da comunidade e o relacionamento com o entorno em todas as ações realizadas. Essa troca de saberes e cooperação de diferentes atores são fundamentais para zelar por esse patrimônio biológico, hídrico e cultural. A nova trilha tem a proposta de resgatar a história de ocupação da área onde hoje existe o Parque das Neblinas e ao mesmo tempo promover a reflexão sobre a importância da conservação”, afirma Paulo Groke, diretor de Sustentabilidade do Instituto.

A novidade complementa as atividades de visitação já oferecidas na reserva, como trilhas autoguiadas e monitoradas, cicloturismo, canoagem no Rio Itatinga e camping. Desde que foi aberto ao público, o Parque das Neblinas já recebeu mais de 40 mil pessoas. As visitas devem ser agendadas com antecedência pelo telefone 4724-0555/ 4724-0556 ou no email: parquedasneblinas@ecofuturo.org.br .