SEGURANÇA

Patrulha Maria da Penha prende acusado de desrespeito a medida protetiva

Criada em abril do ano passado, a Patrulha Maria da Penha acompanha atualmente 390 medidas protetivas. (Foto: divulgação – PMMC)

A Patrulha Maria da Penha, Guarda Municipal de Mogi das Cruzes, prendeu na tarde de quarta-feira (13/11) um homem em flagrante por desrespeito à medida protetiva contra a ex-companheira. O caso aconteceu na rua Waldir Carrião Soares, no Jardim Camila, e foi registrado no 1º Distrito Policial. O homem também era procurado pela Justiça por ameaças contra a vítima. A Patrulha acompanha 300 medidas protetivas encaminhadas pela Justiça.
A vítima entrou em contato com a Guarda Municipal e relatou que estava recebendo ameaças do ex-companheiro. A patrulha, que já fazia o acompanhamento da mulher, se dirigiu à casa dela e encontrou o agressor na esquina. Ele admitiu saber da medida protetiva e que não poderia se aproximar da vítima. Sendo assim, foi dada voz de prisão ao acusado.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a vítima disse que namorou o agressor por seis meses, em 2018, e tem uma filha de quatro meses. Após o término do relacionamento, o homem passou a importunar a mulher com ameaças e injurias, o que resultou na medida protetiva.

O homem chegou a ser preso anteriormente por desrespeitar a determinação judicial, mas foi solto. Recentemente, uma nova condenação contra o acusado aconteceu e, ao saber disso, ele teria voltado a ameaçar a vítima, inclusive de morte. Ela teria saído de casa para relatar as ameaças na Delegacia da Mulher mas, no caminho, teria encontrado o ex-namorado e, assim, acionado a Guarda Municipal.

Criada em abril do ano passado, a Patrulha Maria da Penha companha atualmente 390 medidas protetivas encaminhadas pela Justiça e já deteve 40 pessoas em flagrante.

A patrulha oferece acompanhamento preventivo e periódico às mulheres em situação de violência que possuem medidas protetivas.


Deixe seu comentário