INICIATIVA

Patrulha Rural inicia operações em Mogi

Grupamento percorre as estradas vicinais e locais com acesso mais difícil da Cidade a fim de melhorar a segurança. (Foto: Divulgação)
Grupamento percorre as estradas vicinais e locais com acesso mais difícil da Cidade a fim de melhorar a segurança. (Foto: Divulgação)

A fim de prever ações de patrulhamento e fiscalização e aproximar a Guarda Municipal de produtores rurais, moradores e comerciantes para a melhoria da segurança na zona rural da Cidade teve início nesta semana a operação da Patrulha Rural.

O grupamento conta com veículo específico, com tração 4×4, para percorrer as estradas vicinais do Município, mesmo os locais com acesso mais difícil.

“Mogi das Cruzes é uma cidade com grande extensão territorial. São 721 km² de área e cerca de 700 quilômetros de estradas vicinais para serem percorridos. Estamos iniciando este trabalho que aproxima a Guarda Municipal dos produtores e moradores da zona rural e traz benefícios à segurança da região”, disse o prefeito Marcus Melo (PSDB).

Além de percorrer as estradas vicinais realizando o trabalho ostensivo, a Patrulha Rural também atua em conjunto com o Departamento de Fiscalização no monitoramento de áreas de risco e de proteção ambiental para combater ocupações irregulares ou o parcelamento irregular de áreas.

“Este é um trabalho contínuo desenvolvido pela Prefeitura e que vem apresentando bons resultados. Temos um acompanhamento em áreas da zona rural para evitar o loteamento irregular, que traz uma série de outras demandas para a Cidade, além de um problema social”, explicou o secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Sales.

Ele lembrou ainda que a aproximação da Patrulha Rural com a população é outro ponto importante do trabalho desenvolvido pela equipe. “Os guardas municipais fazem o contato com os produtores e um levantamento dos principais pontos de cada região para definir as ações que podem ser adotadas. Além disso, também participam das reuniões para discutir a segurança rural, que acontecem a cada dois meses”, disse.

Além da Patrulha Rural, neste ano, a Guarda Municipal também passou a contar com a Patrulha Maria da Penha, que oferece acompanhamento preventivo e periódico a fim de garantir proteção às mulheres em situação de violência que possuem medidas protetivas de urgência expedidas pela Justiça, com base na Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006). Os juízes do Fórum de Mogi informam os casos que precisam de apoio da corporação.

Outro grupamento criado pela Prefeitura, em 2017, foi a Ronda Escolar, que atende as unidades municipais de ensino no apoio aos docentes, auxílio em travessias e mediação de conflitos.

Para este ano, a Guarda Municipal ganhará o reforço de 40 novos profissionais, que deverão começar o treinamento no próximo dia 3 de setembro, com duração de seis meses. Além disso, 20 novas viaturas, sendo 12 automóveis que já estão em fase de preparação e 8 motos, reforçarão o trabalho da corporação.