FATAL

Perícia investiga causa de acidente com helicóptero em Mogi

Queda de helicóptero em área de mata do Distrito de Quatinga, na noite do último sábado, deixou saldo de cinco mortos. (Foto: Reprodução/TV Diário)

Uma perícia do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) na área onde o helicóptero caiu no começo da noite do último sábado, em Mogi das Cruzes, deverá apontar a causa do acidente. As cinco pessoas que estavam na aeronave considerada de grande porte morreram ainda no local. Os corpos de três delas foram localizados ainda no sábado à noite e as outras duas apenas no domingo.

O helicóptero, um agusta de matrícula PP-MTX, deixou a praia de Juquehy, no Litoral Norte de São Paulo, com destino a um heliponto na cidade de Osasco. A bordo estavam o piloto Marcos Minomo, Iracema, Natália e Lavínia Ávila – mãe, filha e neta -, além de uma amiga de Lavínia, Larissa Ribeiro Fernandes. Os corpos foram liberados para as famílias ontem.

O acidente aconteceu por volta das 19h20. Os moradores do local disseram à Polícia que ouviram o barulho do helicóptero, perceberam que ele estava desgovernado e acabou caindo na mata. No momento da queda ventava muito. A operação do Corpo de Bombeiros no local durou quatro horas no sábado, quando a equipe encontrou a aeronave em chamas, e foi retomada logo na manhã de domingo, se estendendo durante todo o dia.

Também neste domingo, o Cenipa realizou perícia no local. A caixa-preta da aeronave foi localizada em meio aos destroços, que se espalharam por cerca de 50 metros do local da queda. O trabalho da perícia consistiu em coletar dados, fotografar o local, retirar partes do helicóptero, além de ouvir as testemunhas, a fim de montar o relatório final do que motivou a queda.

À TV Diário, o tenente do Cenipa, Marcos Mazzeo, explicou que a investigação da Aeronáutica é dividida em três áreas: coleta de informações e dados, análise e produção de relatório. “Pretendemos identificar fatores contribuintes que levaram ao acidente para fazer recomendações de voo para prevenção do acidente. Retiramos a caixa-preta e providenciamos a remoção dos destroços para análise”, explicou o tenente.

Em nota, o Cenipa informou que esta ação inicial é o começo do processo de investigação, que tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram. Ainda segundo o Centro de Investigação, a conclusão de qualquer investigação conduzida pelo Cenipa terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente.

Outro acidente

No domingo, outra família morreu em acidente com aeronave na cidade de Patos de Minas (MG). O voo começou na cidade de Varginha e tinha como destino Brasília. Testemunhas que estavam próximo de onde houve o acidente contaram que a aeronave em alta velocidade parecia estar em pane. Um casal de médicos e os três filhos morreram. O Cenipa também foi ao local fazer a perícia para levantar o que causou o acidente.