Peter e Amália formam o novo par romântico

Vanessa Gerbelli (Foto: Divulgação TV Globo)
Vanessa Gerbelli (Foto: Divulgação TV Globo)

A relação dos dois personagens de ‘Novo Mundo’ vai evoluir para muito além do contato médico e paciente nos próximos dias

A relação entre Peter (Caco Ciocler) e Maria Amália (Vanessa Gerbelli) não vai ficar apenas na questão médica. A novela das seis exibida pela TV Diário, “Novo Mundo”, vai mostrar que a importância que um tem para o outro vai evoluir para sentimentos mais fortes.

Para Amália, Peter é a única pessoa capaz de ouvi-la sem fazer julgamentos com relação à sua saúde mental. Além disso, ele aceita hospedá-la em sua casa, depois que ela foge do convento onde vivia enclausurada. Ele também promete que não vai deixar que a levem de volta para lá.

“Com tudo isso, a Maria Amália acaba enxergando em Peter um protetor, mais do que meramente o seu médico. Eles terão de lidar com os sentimentos que surgirão entre os dois em meio ao tratamento dela”, conta Vanessa.

A atriz usa o plural, porque não é só a alma da portuguesa que ficará tocada com esse convívio. A vivência entre eles começa a gerar uma relação de intimidade que terá frutos.

“A Amália vai mexer em sensações com as quais o Peter não está acostumado a lidar. Ele não é um sujeito afeito a namoros nem a falar sobre o que sente, e ela vai esbarrar em pontos a que ele não está acostumado”, explica Ciocler.

O lado emocional será importante para a melhora de Amália. “A sensibilidade de Peter vai ajudá-la a recobrar a memória e a se reintegrar à vida comum”, diz uma das autoras, Thereza Falcão.

Carinho e Confiança

O médico Peter simpatizou com a portuguesa desde que soube de seu estado de saúde, por meio da amiga Cecília (Isabella Dragão), que morava no convento em que estava Amália.

“Naquela época, início do século 19, havia pouco conhecimento sobre medicina, sobretudo com relação à psiquiatria. Então, as maiores forças que ele vai usar no tratamento da Amália são a confiança e o carinho que sente por ela. Mais até do que algo relacionado à ciência propriamente dita”, conta Ciocler.

Peter ia ocasionalmente ao convento para checar as condições de Maria Amália. Agora, o tratamento ficará mais intenso, já que, após fugir de sua antiga moradia, ela foi parar na casa de Peter, que a acolheu e protegeu.

Os autores de “Novo Mundo”, Alessandro Marson e Thereza Falcão, pesquisaram sobre como era a medicina psiquiátrica no passado. “Naquela época, estava começando a falar sobre tratamentos de transtornos mentais. Incluímos na história uma técnica que teria sido os primórdios da hipnose, chamada de magnetismo. Por meio dela, Maria Amália vai se lembrar de seu passado e montará um quebra-cabeças. A última peça é decisiva para responder a pergunta sobre o que aconteceu com seu bebê”, diz Marson.