JUNDIAPEBA

Polícia Civil investiga morte de criança após receber alta de UBS em Mogi

Bryan dos Santos faleceu após ser liberado de UBS em Mogi. (Foto: Divulgação)
Bryan dos Santos faleceu após ser liberado de UBS em Mogi. (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil e a Fundação do ABC, gestora da Unidade Básica de Saúde de Jundiapeba, aguardam o laudo da necrópsia do Serviço de Verificação de Óbitos sobre a causa da morte do menino Bryan de Jesus Gusmão dos Santos, de 2 anos e cinco meses, na noite desta terça-feira, logo após receber alta médica do local. Com o relatório em mãos, o delegado titular do 2º Distrito Policial de Braz Cubas, Jorge Luis Neves Esteves, decidirá se abrirá inquérito para investigar o caso. Em nota enviada a O Diário, a Fundação do ABC diz que, paralelamente, o caso já está sendo encaminhado para apuração interna a fim de garantir que todos os procedimentos adotados seguiram os padrões técnicos estabelecidos.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pelo pai da criança, o barbeiro Elias Fernandes dos Santos, 24 anos, morador de Jundiapeba, o filho estava vomitando e resolveu levá-lo à unidade de saúde por volta das 18 horas da última terça-feira, onde ele foi medicado e liberado. Em casa, o menino começou a passar mal novamente, com tremores, e eles voltaram à UBS, onde Bryan faleceu, segundo documento entregue à família, com carimbo da unidade de saúde e assinatura da médica Eliane Monteiro, onde consta que a criança deu entrada no local com parada cardiorrespiratória e rigidez.

“Segundo a mãe, apresentava vômito há um dia, iniciado RCP (respiração cardiopulmonar) 5 ciclos entubado, ventilado (…), evoluindo para óbito às 19h15”, consta no documento.

O caso foi registrado no 2º DP de Mogi como morte súbita, sem causa determinante aparente.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Mogi informou que lamenta profundamente o caso e está apurando o ocorrido junto à Organização Social responsável pelo gerenciamento da unidade.

Procurada por O Diário, a Fundação do ABC informa que a criança em questão deu entrada no Pronto Atendimento de Jundiapeba em 5 de março, às 13h53, com queixa de diarreia e vômito há um dia. “Passou por atendimento médico, foi medicada e permaneceu em observação. Em função da melhora do quadro de saúde e supressão dos sintomas apresentados inicialmente, a criança foi reavaliada e recebeu alta da unidade de saúde às 17h30. A família retornou às 18h41 com a criança em estado de óbito. Ela foi imediatamente socorrida pela equipe de emergência, que realizou todas as manobras de ressuscitação. Infelizmente, os esforços não foram suficientes para salvar a vida do paciente. A Fundação do ABC aguarda relatório do Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), que determinará a causa morte. Paralelamente, o caso já está sendo encaminhado para apuração interna, no intuito de garantir que todos os procedimentos adotados seguiram os padrões técnicos estabelecidos”, trouxe a nota enviada ao jornal.