SETOR DE HOMICÍDIOS

Polícia detém mais uma mulher e completa as cinco prisões do caso Letícia Emanuelle

A última envolvida no assassinato de Letícia Emanuelle da Silva Puglia, de 21 anos, em 29 de janeiro, à margem da represa de Taiaçupeba, foi capturada por policiais, do Setor de Homicídios. Ela foi identificada como Maria Fabiana Dias, de 28 anos, no Bairro Pedreira, na Capital.

O delegado titular Rubens José Angelo já havia requisitado e obtido da Justiça a prisão temporária da acusada. Na tarde de segunda-feira, a autoridade mandou qualificar, indiciar e interrogou a criminosa. “Eu apenas dei dois tapas no rosto dela”, confessou Maria, a qual foi removida ao Presídio Feminino, em Poá.

Ao concluir o inquérito sobre o homicídio qualificado, o titular Rubens pedirá no Fórum de Mogi, que a prisão temporária se torne em preventiva também para os demais autores da execução: a mentora da morte de Letícia, Graziely Aparecida Siqueira de Paula, de 47 anos, Thays da Silva Morais, de 20 anos, Stephany Aparecida Borges, de 23 anos, e Thiago de Moraes Sant’Anna, de 27 anos.

Gizélia Aparecida disse que o motivo do crime foi o fato de Letícia causar o aborto dos seus trigêmeos. “Ela estava me aterrorizando”, lamentou.