REGIÃO CENTRAL

Policiamento continua reforçado no Largo do Shangai, em Mogi

A Polícia Militar e a Guarda Municipal de Mogi realizam rondas no Largo do Shangai. (Foto: divulgação – Polícia Militar)

O grupo de pessoas em situação de rua desocupou nesta terça-feira, a praça João Antônio Batalha, no bairro do Shangai. A Guarda Municipal não foi vista no local, mas informa que continuará monitorando o espaço. A Polícia Militar também mantém fiscalização para garantir a segurança dos moradores, comerciantes e de pedestres. A PM, aliás, diz que está atuando em outras praças centrais.

Segundo a Secretaria Municipal de Segurança Pública, os agentes da Guarda Municipal vão permanecer uma hora por dia no Shangai e fazer uma ronda pela região central, com atenção especial para o Largo Bom Jesus, para impedir que os moradores de rua migrem para lá.

O comando do 17º Batalhão de Polícia Militar esclarece que realizou ações e vem mantendo policiamento no bairro do Shangai “diuturnamente e de forma ininterrupta”, direcionando os diversos programas de policiamento existentes na corporação, tais como radiopatrulhamento, Força Tática e o policiamento com motocicletas. Segundo a PM, essas ações resultaram na prisão e captura de três indivíduos nos últimos dois meses naquela região.

A PM acrescenta ainda que, “sensível à necessidade de promoção de segurança”, mantém o monitoramento em praças como a João Antônio Batalha (Shangai). Francisco Ribeiro Nogueira (1º de Setembro), Largo do Carmo, Oswaldo Cruz, Sacadura Cabral e Assumpção Ramires Eroles (Habib’s).

Neste mês, segundo o 17º BPM, algumas operações policiais foram realizadas nesses espaços públicos e suas imediações “com vistas a coibir ilícitos nessas localidades, dentre os quais o tráfico de entorpecentes e perturbação de sossego, sendo abordados mais de uma centena de indivíduos que estavam em situação de fundada suspeita nessa área”.

A PM destaca a importância da colaboração da comunidade nesse trabalho. A orientação é para que as pessoas utilizem o telefone 181 – Disk Denúncia, para repassar às autoridades informações que ajudem na investigação de crimes, com total sigilo da fonte. Isso possibilita o acionamento da equipe de Assistência Social da Prefeitura para o acolhimento de pessoas em situação de rua.