OBRAS

Polo de Segurança de Jundiapeba deve começar a operar em 2020

RITMO Trabalhos de implantação do Polo de Segurança tiveram início no último mês de junho. (Foto: Elton Ishikawa)

O Polo de Segurança que está em construção no distrito de Jundiapeba deverá começar a operar a partir de março de 2020. A Secretaria Municipal de Obras informa que 24% do cronograma de obras já foram cumpridos. A área abrigará a base da Guarda Municipal e o Centro de Formação e Treinamento, com espaço para o canil da corporação. A Prefeitura também trabalha junto ao Governo do Estado para instalar um Batalhão de Ações Especiais da Polícia (Baep) no local.

O terreno está fechado com tapume, mas é possível verificar a movimentação de homens e máquinas. As obras tiveram início no último mês de junho e, de acordo com a Prefeitura, “o andamento do trabalho está ocorrendo melhor que o esperado”, seguindo o cronograma, com previsão contratual para entrega nos próximos seis meses.

A Secretaria de Obras informa que foram construídas as paredes das salas do imóvel que vai abrigar a sede da GM. A próxima etapa será a colocação das lajes. Esclarece ainda que no momento, a empresa responsável pelos serviços, a Trópico Construtora está realizando a preparação das lajes. O investimento na construção do Polo Municipal de Segurança é de R$ 1.096.300,26.

A ocupação daquele espaço, antiga base da Polícia Rodoviária (PR), que acabou abandonada depois que o posto foi desativado pelo Governo do Estado, é aguardada pela população, que sofre com a violência no bairro.

Os vizinhos dizem que depois que a situação no entorno melhorou depois que a prefeitura ocupou a área que recebeu do Estado, porque afastou os marginais e usuários de drogas que tinham tomado conta do espaço após a saída da PR.

A síndica de um condomínio de apartamentos ao lado, que se identificou apenas como Gracieli, explica que os vizinhos do local viviam apavorados com medo de assaltos que ocorriam com frequência naquele trecho. “Os moradores próximos também enfrentaram problemas por causa do matagal que tinha tomado conta do terreno. Já foram encontradas duas cobras corais dentro do condomínio. Agora estamos mais tranquilos”, comenta.

O marceneiro Eduardo da Silva, que trabalha em frente, ressalta que a notícia sobre a chegada da GM vai garantir mais proteção àquela região. “Jundiapeba melhorou, mas ainda tem muitos problemas, por isso, quanto mais se segurança melhor”.

A frentista de um posto de combustíveis, Nathália Tomaz, destaca a sensação de insegurança naquele trecho, especialmente quando precisa trabalhar à noite. “Uma base da Guarda vai impor mais respeito e afastar os marginais. Além disso, também pode garantir mais segurança no trânsito do trecho, onde acontecem muitos acidentes”, observa.

Deixe seu comentário