QUARENTENA

Prefeito de Mogi aposta em avanço à fase amarela

REGRA Comércio de Mogi das Cruzes pode funcionar apenas por quatro horas. (Foto: Eisner Soares)
REGRA Comércio de Mogi das Cruzes pode funcionar apenas por quatro horas. (Foto: Eisner Soares)

O prefeito Marcus Melo (PSDB) espera que Mogi das Cruzes e a região possam migrar da fase laranja para a amarela do Plano São Paulo, antes do dia 14 de julho, novo prazo previsto pelo governo para reavaliar os números da pandemia e prosseguir com o programa de flexibilização da economia no Estado. Além de tratar desse assunto, o chefe do Executivo mantém uma agenda de inaugurações na cidade, e hoje fará a entrega da chave do Centro Esportivo do Socorro para a diretoria do Serviço Social do Comércio (Sesc) construir um novo empreendimento cultural e esportivo no município.

Questionado sobre o avanço da flexibilização, Melo explica que esse processo deve ser reavaliado nos próximos dias. Isso se o Estado atender ao pedido feito pelo Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) que protocolou ontem documento questionando a classificação anunciada na última sexta-feira, quando o governo, para surpresa dos prefeitos, decidiu manter a região na faixa laranja do Plano São Paulo, limitando horários e a reabertura de bares, restaurantes e salões de beleza.

A medida está sendo contestada porque a região ampliou os leitos hospitalares, mas o que contribuiu negativamente para o Alto Tietê nesse processo foi o aumento das mortes por Covid-19 nas últimas semanas. A expectativa dele, no entanto, é de estabilização dos óbitos a partir de agora. Ele também destaca que “tudo precisa ser feito de forma planejada, com o envolvimento da população, usando máscaras e ficando em casa para manter o controle sobre a pandemia e evitar um retrocesso no plano de reabertura”.

Sesc

No evento para entrega das chaves, às 15 horas, no Centro Esportivo, a diretoria Sesc será representada pela advogada Carla Berucci Barbieri. Essa etapa conclui o processo de doação do imóvel. A Polícia Ambiental, que atuava no local, será transferida para o Parque Leon Feffer, em Braz Cubas.


Deixe seu comentário