SOCIAL

Em quatro dias, 5.500 kits de alimentação são distribuídos para famílias mogianas

A Prefeitura de Mogi já distribuiu kits de alimentos a 5.500 famílias em situação de vulnerabilidade. A ação faz parte do programa Alimento Solidário e as entregas terão continuidade até domingo.

Ao todo, são 28.779 cestas que, por regras do Governo do Estado, estão sendo destinadas a famílias cadastradas no CadÚnico e que recebem o benefício do Bolsa Família no valor de até R$ 89,00 per capita.

O material foi todo armazenado no Centro de Apoio a Serviços Municipais (Casem), de onde partem diariamente os veículos utilizados na operação. Há uma grande logística envolvida, com o emprego de mais de 50 veículos e cerca de 200 colaboradores. A previsão é que as entregas para as famílias sejam concluídas em meados da próxima semana.

O kit foi montado pelas equipes do Governo do Estado de São Paulo e, segundo cálculos, é o suficiente para garantir a alimentação de uma família composta por quatro pessoas pelo período de um mês.

Paralelamente, a Prefeitura de Mogi das Cruzes vem fazendo a doação de kits de alimentação para pessoas que se cadastraram via Ouvidoria Geral e estão passando por triagem, conforme a resolução do Comitê de Ação Social e Econômica (Case). Vale lembrar que, neste caso, o foco são os empreendedores autônomos, que não recebem outros tipos de benefícios governamentais.

Mais de 6 mil pessoas desse cadastro da Ouvidoria já foram beneficiadas, tanto com kits que foram montados a partir de alimentos provenientes da merenda escolar, como por cestas básicas que foram doadas por empresas e sociedade civil.

Outras 2.500 famílias já foram beneficiadas com kits contendo produtos da agricultura familiar, pela primeira etapa do projeto feito em parceria com a Fundação Banco do Brasil, Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento, cooperativas agrícolas da cidade e Secretaria Municipal de Assistência. O projeto terá uma segunda etapa, prevista para o início de junho.

Outra ação que permitirá a continuidade do trabalho de distribuição de alimentos é o recebimento de mais 12 mil kits de alimentação, que foram adquiridos pela Administração mediante licitação pública.

Cuidados

Segundo a Prefeitura, o cruzamento de dados foi feito para eliminar duplicidade na entrega dos produtos. No próprio cadastro via Ouvidoria, por exemplo, há casos de pessoas que se cadastraram mais de uma vez e de famílias que já estavam presentes no CadÚnico. Por meio do cruzamento de dados e triagem, a proposta é que cada família seja beneficiada com uma cesta ou kit de alimentação, permitindo o atendimento ao maior número possível de famílias.


Deixe seu comentário