CAPSi

Prefeitura de Mogi entrega novo Caps Infantil e Centro de Saúde Mental

INAUGURAÇÃO CAPSi e o Centro de Saúde Mental foram entregues ontem pelo prefeito Marcus Melo. (Foto: divulgação – PMMC)

Crianças e jovens de zero a 18 anos que sofrem de transtornos psiquiátricos, inclusive Transtorno do Espectro Autista (TEA), são atendidos no Centro de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) por uma equipe multiprofissional formada por psiquiatra infantil, enfermeiro, psicólogo, assistente social e terapeuta ocupacional, além de farmácia e equipes educacional e administrativa.

A nova unidade foi inaugurada ontem pelo prefeito Marcus Melo (PSDB), na rua Dr. Antônio Cândido Vieira, 556, no centro, onde também funciona o Centro de Saúde Mental, nova nomenclatura para o antigo ambulatório. “O trabalho da Prefeitura é para que toda mãe tenha acesso ao atendimento adequado para o seu filho e aqui teremos uma equipe de profissionais capacitados para cuidar dessas crianças”, explicou o prefeito. A equipe será complementada com um fonoaudiólogo que está em fase de contratação.

O novo equipamento terá capacidade para atender até 50 crianças e adolescentes por dia (25 no período da manhã e 25 à tarde), de acordo com a demanda. “O CAPSi funciona de portas abertas, ou seja, qualquer criança ou adolescente que tenha algum tipo de sofrimento mental pode comparecer para o acolhimento e uma avaliação da nossa equipe”, informou a médica psiquiatra e coordenadora da Saúde Mental na Secretaria Municipal de Saúde, Aline Correia Souza de Matos.

O novo imóvel abriga também o Centro de Saúde Mental, que substitui o antigo Ambulatório Municipal de Saúde Mental com a oferta de consultas e atendimentos para adultos em Psiquiatria. O trabalho é realizado por médicos (psiquiatras e clínicos gerais matriciados), psicólogos, assistentes sociais, enfermeiro, auxiliares de enfermagem e auxiliares administrativos. A unidade conta, ainda, com uma farmácia especializada para distribuição e aplicação de medicamentos.

“Somente as famílias que têm casos de pacientes psiquiátricos sabem o quanto é doloroso e importante o acompanhamento profissional adequado”, comentou o vice-prefeito Juliano Abe (MDB), ressaltando a grande incidência de crianças com Transtorno do Espectro Autista entre casais dekasseguis.

O vereador e ex-secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra (PSB), ressaltou o avanço dos atendimentos na área da saúde. “Mogi das Cruzes tem avançado muito nos últimos anos e agora comemora o início de uma atividade de extrema importância para as crianças que precisam”, afirmou.

O CAPSi e o Centro de Saúde Mental atendem de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17 horas.


Deixe seu comentário