ATUALIZADO

Prefeitura de Mogi das Cruzes antecipa feriado de Corpus Christi na cidade para esta sexta-feira

Grupo firma compromisso para consumir bens e serviços preferencialmente de empreendedores da cidade. (Foto: arquivo)
APROVADA A proposta foi enviada em caráter de urgência à Câmara Municipal de Mogi das Cruzes e foi motivada pela recomendação do Governo do Estado de São Paulo. (Foto: arquivo)

O prefeito Marcus Melo (PSD) decidiu antecipar o feriado de Corpus Christi para a próxima sexta-feira (22), a exemplo da Capital e municípios da região. O projeto de lei que autoriza a medida, aprovado pela Câmara Municipal, deve contribuir para ampliar o isolamento social nesse período de pandemia da Covid-19. Tudo indica que o feriado do dia 9 de Julho também será antecipado por determinação do Governo do Estado para segunda-feira, dia 25 de maio.

A decisão de mudar a data do feriado religioso, cuja data de comemoração deveria ser no dia 11 de junho, foi tomada após reunião realizada na manhã de ontem entre os prefeitos do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) com o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, para pedir adesão e colaboração de todos nesse sentido.

A comemoração da Revolução Constitucionalista, segundo Melo, também deve ser antecipada para o próximo dia 25, caso a Assembleia Legislativa aprove o projeto de lei do governador João Doria (PSDB) até quinta-feira. Ele explica que por se tratar de um feriado estadual, o município precisa seguir a decisão do Estado.

Se for confirmada a antecipação desse segundo feriado, Mogi deverá ter quatro dias sucessivos com atividades ainda mais reduzidas, mantendo apenas em funcionamento os serviços essenciais. O prefeito alega que “a medida está sendo adotada porque o Estado observou que em dias de feriado aumentam as taxas do isolamento social, necessário para conter o avanço da Covid-19 em toda a região, com registros de aumento no número de casos”.

Melo também participou nesta terça-feira de videoconferência com a Secretaria de Estado da Saúde para pedir a abertura de novos leitos em Suzano e Ferraz de Vasconcelos. Esse reforço deve ser providenciado até o início do próximo mês. “É importante que toda região tenha esse suporte para evitar superlotação nos hospitais de Mogi”, argumenta o prefeito, que deve sair da quarentena nos próximos dias.

Ele chega hoje ao seu 14º dia de isolamento, após ter sido contaminado pelo vírus, mas ainda depende de avaliação médica para retomar suas atividades normais. Toda a família contraiu o vírus, mas passa bem.


Deixe seu comentário