HOMICÍDIO

Presidente do PSDB de Suzano é assassinado

Presidente da legenda foi assassinado com cinco tiros. (Divulgação)
Presidente da legenda foi assassinado com cinco tiros. (Divulgação)

Com cinco tiros, o presidente do PSDB de Suzano, Isaias Martins da Silva, conhecido como “Isaias do Pró+Moradia”, de 59 anos, foi morto por um criminoso ainda não identificado, às 10h30 deste sábado, após ele sair do seu condomínio. Ele foi encontrado já sem vida no interior do seu Citroen ERE-5181, na avenida Paulo Sampaio, no Jardim Varan.

O delegado Rubens José Angelo, titular do Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes, disse a O Diário que “uma equipe já está coletando todas as informações necessários que podem colaborar com as investigações. Por enquanto, não podemos falar com certeza se o crime foi motivado por política, ainda é prematuro”.

Ele adiantou que vai abrir inquérito amanhã e começar a ouvir familiares, amigos e eventuais testemunhas. “O rito será normal, vamos desenvolver um trabalho que poderá nos levar ao autor do criminoso sem dúvidas”. Frisou.

A hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte) foi descartada, pois nada foi levado de Martins, o qual foi localizado com a carteira contendo documentos e o seu celular. O delegado Rubens ainda afirmou que “o assassinato de Martins não está relacionada a morte do secretário de Esportes   (Francisco Brito) em 9 de março na porta da casa dele, em Ferraz.

O suspeito do homicídio é um homem que teria descido de um veículo de cor escura. Ele efetuou cinco disparos, retornou ao carro e fugiu. Apesar de haver comentários no local do crime, que o líder comunitário estava sendo ameaçado de morte, nos registros da Polícia Civil não existe qualquer queixa que ele formalizou.

Natural de Paulista, em Pernambuco, Isaias Martins chegou a Suzano com 29 anos, onde exerceu a profissão de comerciante e professor., vindo a fundar na cidade o movimento Pré-Moradia de Suzano.

O lema dele era “defender o direito a habitação e o sistema de auto gestão. Em 20116, foi um dos organizadores de campanha que levou João à vitória no município.

O presidente estadual do PSDB,  Marco Vinholi, divulgou uma nota ressaltando “o nosso compromisso em cobrar a elucidação de sua morte e a punição exemplar dos culpados”.


Deixe seu comentário