CASO

Preso é encontrado morto na Cadeia Pública de Mogi

DIÁRIO

O encanador Jonatan Misael Cardoso Acácio, de 32 anos, foi encontrado morto no início da madrugada desta quarta-feira na cela 2, do lado esquerdo da Cadeia Pública de Mogi das Cruzes. O carcereiro Jousani Gomes disse ao delegado Victor Melo, do Distrito Central, que foi levar um papel para ele (Jonatan) assinar e o encontrou dependurado pelo pescoço com uma tira de pano que prendeu no banheiro.

O policial também chamou o outro carcereiro, Maurici Gonçalves, que confirmou a versão do colega. O encanador Jonatan foi preso na tarde da última segunda-feira pela Polícia Militar depois de ter sido flagrado praticando atos libidinosos em uma menina, de 8 anos, no Jardim Camila, o que o levou a ser autuado por estupro de vulnerável.

Na ocasião, ficou apurado que ele foi surpreendido por uma testemunha, retirando as roupas da garota. Ele confessou o crime e disse estar arrependido.

Na terça-feira, a Justiça tornou o auto de prisão em flagrante em prisão preventiva e ontem Jonatam deveria ser transferido para o Centro de Detenção Provisória, no bairro do Taboão.

O delegado Victor Melo registrou a ocorrência como suicídio após receber de um perito da Polícia Científica a informação de que no bolso da calça do encanador havia bilhetes deixados por ele se despedindo de seus familiares. Ele também escreveu na parede da cela, onde se encontrava sozinho. A Polícia Civil vai abrir inquérito para esclarecer a morte e os bilhetes serão submetidos a exames grafotécnicos.


Deixe seu comentário