SITUAÇÃO

Problemas no IPTU derrubam o secretário de Finanças de Mogi Aurilio Caiado

Prefeito Marcus Melo exonerou Caiado do caro de secretário de Finanças.
Prefeito Marcus Melo exonerou Caiado do caro de secretário de Finanças.

Bastante irritado com os problemas relativos à cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) deste ano, o prefeito Marcus Melo (PSDB) demitiu, ontem à tarde, o secretário municipal de Finanças, Aurilio Caiado, e a diretora de departamento, Cláudia Câmara. A decisão foi tomada durante uma reunião que contou com a participação de outros secretários, que acompanharam, surpresos, a explosão do prefeito diante da repetição de problemas semelhantes ao que aconteceram no ano anterior em relação ao mesmo tema.

O encontro se estendeu até o final da tarde e, segundo assessores, os substitutos de Caiado e Câmara ainda não haviam sido definidos, o que deverá acontecer, possivelmente, nos primeiros dias da próxima semana. O prefeito também não emitiu qualquer comunicado acerca das demissões, igualmente confirmadas pelos assessores.

Segundo apurou este jornal, a duplicidade na entrega de carnês e alguns erros crassos no cálculo do chamado IPTU Complementar, responsáveis pela formação de longas filas no interior do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) da Prefeitura Municipal, foram a gota d’água que levaram o prefeito a demitir os assessores diretos.

As demissões, entretanto, não deverão alterar o sistema adotado pela Prefeitura para atender o público e esclarecer dúvidas acerca da cobrança do imposto. Conforme informações divulgadas ontem pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura, será prorrogado até o dia 15 de fevereiro o plantão de atendimento aos contribuintes que tiverem dúvidas sobre a  cobrança do IPTU 2019. O horário continuará sendo das 8 às 18 horas, nas unidades do PAC e no plantão fiscal do prédio da Prefeitura. Nesses dias, informa a assessoria, não haverá cobrança de taxa de protocolo para pedidos de revisão de valores. A data de vencimento da primeira parcela e da parcela única do IPTU foi adiada também para o dia 15, sem encargos aos cidadãos. Para o pagamento, o contribuinte pode utilizar o mesmo carnê ou retirar a segunda via – que está disponível no site da Prefeitura, onde é necessário digitar o número da inscrição do imóvel que consta do carnê de anos anteriores e o CPF ou CNPJ.

Férias

Segundo apurou este jornal, a demissão de Caiado aconteceu durante uma conversa pessoal do prefeito, via telefone, já que o secretário se encontrava de férias. Assessores disseram que um dos motivos da irritação de Marcus Melo teria sido o fato de Caiado ter lhe garantido que nada de anormal deveria acontecer durante o período de recebimento do IPTU. Antes de viajar em férias, o secretário teria sido questionado diretamente pelo prefeito sobre o tema e recebeu como resposta que poderia ficar tranquilo, pois a situação estava plenamente sob controle.

Logo que os carnês foram distribuídos, os problemas começaram a aparecer, enquanto integrantes da oposição política ao prefeito procuraram tirar o maior proveito possível da situação.

Além dos problemas verificados durante este ano, pesou ainda contra o secretário os fatos semelhantes, ocorridos durante o ano passado, quando a questão do IPTU acabou por provocar uma grande manifestação popular durante a inauguração do segundo túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio, no centro.

O prefeito havia exigido correção plena no trato da cobrança do IPTU deste ano, mas alguns problemas se repetiram. E, então, vieram as demissões.