Programa homenageia Gianfrancesco Guarnieri

O ator, diretor e dramaturgo italiano naturalizado brasileiro que saiu de cena em julho de 2006 será lembrado por amigos e profissionais / Foto: Divulgação - TV Globo
O ator, diretor e dramaturgo italiano naturalizado brasileiro que saiu de cena em julho de 2006 será lembrado por amigos e profissionais / Foto: Divulgação – TV Globo

Hoje, o ‘Persona em Foco’ relembra uma das figuras mais importantes da arte dramática: o ator, diretor e dramaturgo italiano naturalizado brasileiro Gianfrancesco Guarnieri. O programa da TV Cultura vai ao ar a partir das 23h30.

O especial, construído a partir do acervo da TV Cultura, traz depoimentos de amigos e profissionais que contam a história do artista falecido em julho de 2006. Guarnieri mudou a dramaturgia do teatro brasileiro ao trazer, como protagonista, o homem comum do povo brasileiro em Eles Não Usam Black-Tie. Este texto deu início à fase nacionalista do Teatro de Arena.

O programa exibe momentos da carreira brilhante do artista, que resultou em cerca de 130 trabalhos no teatro, cinema e televisão. Mostra que Guarnieri, aos 21 anos, junto com Oduvaldo Vianna Filho, fundou o grupo de teatro amador, o TPE – Teatro Paulista do Estudante -, que no mesmo ano se uniu ao Teatro de Arena.

Nesta fase, acumulou prêmios e se destacou como ator dentro do grupo de Arena em diversos espetáculos, dentre eles, Ratos e Homens, de John Steinbeck; Como o jovem Tião, de seu próprio texto Eles Não Usam Black-Tie; O Inspetor Geral, de Nikolai Gogol; e o protagonista de A Resistível Ascensão, de Arturo Ui.

Com o espetáculo Eles Não Usam Black-Tie, foi premiado como Autor Revelação, que lhe abriu portas para sua carreira de autor consagrado. E recebeu o convite de Sandro Polloni para escrever Gimba para Maria Della Costa. A partir daí, vieram outros sucessos como Arena Contra Zumbi, Feira Paulista de Opinião, Castro Alves pede passagem e A Semente.

Durante a ditadura militar, foi censurado e perseguido. E para protestar contra o assassinato do jornalista Vladimir Herzog, escreveu Ponto de Partida, que lhe rendeu os prêmios de Melhor Texto: Molière, Governador do Estado, Mambembe e APCA.

No Persona em Foco, o ator Juca de Oliveira conta passagens da atuação politica de Guarnieri. Ainda relembra que juntos, para fugirem da perseguição dos militares, se exilaram na Bolívia.

Também ressalta a carreira do artista no cinema e na televisão. O ator trabalhou em todas emissoras: TV Excelcior, TV Tupi, TV Cultura, TV Bandeirantes, TV Manchete; TV Record, SBT e TV Globo. Como ator, criou personagens memoráveis em  47 novelas, que entraram para a história da televisão, incluindo o Tonho da Lua em Mulheres de Areia, na Tupi;  Manoel em Meu Pé de Laranja Lima; o Jeje em Cambalacho; e Saldanha em Rainha da Sucata. Na TV Cultura, deu vida ao avô Orlando, de Lucas Silva e Silva, na inesquecível série Mundo da Lua.

O programa conta ainda com depoimentos de outros amigos e profissionais que conviveram com Guarnieri, dentre eles: Beatriz Segall, Eva Wilma, Miriam Melher, Flavio Migliatio, Flávio Guarnieri, Milton Gonçalves, Toquinho, Juca de Oliveira e Luciano Amaral.


Deixe seu comentário