EDUCAÇÃO

Rede municipal inicia aulas em 7 de fevereiro

O expectativa da secretaria é atender 46.915 estudantes nos ensinos infantil, fundamental I e II e EJA em Mogi das cruzes. (Foto: Arquivo)
O expectativa da secretaria é atender 46.915 estudantes nos ensinos infantil, fundamental I e II e EJA em Mogi das cruzes. (Foto: Arquivo)

As aulas da rede pública municipal neste ano terão início no dia 7 de fevereiro. A Secretaria Municipal de Educação já encerrou o período de matrículas para este ano. Os pais com filhos regularmente matriculados em escolas públicas da Cidade, com problemas de deslocamento e mobilidade, têm prazo até amanhã para fazer a transferência a outras unidades. Atualmente, a Cidade tem fila de mais de 3,3 mil crianças aguardando vagas para educação infantil em período integral.

A Prefeitura de Mogi encerrou 2018 com 46.504 alunos. Para este ano letivo, foram matriculados 41.804 alunos do ensino infantil e fundamental I. Se contabilizar as inscrições de alunos do 5º e 9º ano do ensino fundamental II e Educação de Jovens e Adultos (EJA), que correspondem a 5.111 alunos, a expectativa da Secretaria Municipal de Educação é atender 46.915 estudantes em 2019.

Atualmente, a rede municipal de ensino conta com 205 unidades escolares, sendo que 68% destes estabelecimentos mantêm turmas em período integral para atender 23 mil estudantes.

A Prefeitura informa que hoje o transporte escolar é responsável pelo atendimento de 3.739 alunos que residem na zona rural, a uma distância de, no mínimo, dois quilômetros da escola mais próxima. Os bairros são atendidos pela frota própria e contratada pela Prefeitura, a partir da demanda apresentada por cada escola.

Apesar dos investimentos feitos nos últimos anos com a construção de diversas escolas, a Cidade ainda tem problemas de falta de vagas para o ensino infantil em alguns locais, como é o caso de Jundiapeba, que registra a maior demanda. Há outras regiões como essa, que também enfrentam problemas em função da explosão demográfica, como é o caso de César de Souza e Botujuru, entre outras.

Segundo informações da Prefeitura, existem 3.315 crianças aguardando no Cadastro Municipal Unificado (CMU), lista única de espera para educação infantil em período integral, mas a Secretaria de Educação garante que todos os casos já estão sendo encaminhados. Os bairros com maior número de inscritos são Jundiapeba, Jardim Esperança, Jardim Aeroporto III, Mogi Moderno, Jardim Camila, Vila Natal e Jardim Ivete.

Para este ano, o prefeito Marcus Melo (PSDB) anunciou quatro novas creches para Mogi, sendo duas em Jundiapeba, uma no Mogi Moderno e outra no Jardim Universo, que criarão 722 vagas.

Cada unidade atenderá 195 alunos, com exceção do Jardim Universo, que receberá 137 estudantes devido a adequações no terreno. O investimento para construção das novas creches é de R$ 7.994.902,46. Também está em obras um novo Centro Municipal de Programas Educacionais (Cempre), em Jundiapeba, com capacidade para 840 alunos.