ARTIGO

Rota do trabalho

Marcus Melo

Aprender é um verbo a ser conjugado pela vida toda. Gosto de estudar coisas novas e de descobrir como aplicar o aprendizado no cotidiano. Isso engrandece o ser humano em todos os aspectos. Esse entendimento inspirou políticas públicas que criamos ou fortalecemos para revigorar a formação, qualificação e requalificação profissional.

Muitos não têm a qualificação ou a experiência exigidos pelo mercado e acabam alijados das contratações. Outros têm bom currículo, mas sofrem com a economia desaquecida, que fecha postos de trabalho. O poder público precisa abrir oportunidades, ao passo em que fomenta o desenvolvimento empresarial.

Mogi tornou-se pródiga em capacitar pessoas para ampliar suas chances no mercado, preparar quem quer tocar o próprio negócio ou melhorar o orçamento familiar, orientar a formação e expansão de startups e formar profissionais conectados às novas tecnologias.

Criamos a Escola de Empreendedorismo e Inovação (EEI). Oferece qualificação voltada para o empreendedorismo de inovação e a indústria 4.0. Só neste ano, 500 vagas em oito cursos, como Games, Mercado Fitness, Edição de Imagens e Monitoria de Turismo, entre outros. Como atua conectada com nosso Polo Digital, inicia a capacitação sobre a cultura startup.

O Crescer é outra ferramenta da Prefeitura para iniciação e qualificação profissional. São cerca de 20 mil atendimentos por ano, nos 115 cursos e minicursos gratuitos.

A formação superior gratuita tem guarida em duas iniciativas, que são fruto da parceira entre Prefeitura e Estado. A Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) garante a perspectiva de graduação na modalidade de Ensino à Distância. Outra oportunidade de cursar faculdade gratuitamente está na Fatec Mogi.

O domínio de idioma estrangeiro também deixou de ser entrave para a conquista de um emprego ou evolução profissional. Numa cooperação entre a Prefeitura e a empresa belga Altissia Internacional, o projeto Mogilínguas atende 25 mil mogianos inscritos para aulas on-line gratuitas de inglês, francês e espanhol. São só exemplos do conjunto de esforços da administração municipal para ter gente bem capacitada na rota do trabalho.

Marcus Melo é administrador de empresas e prefeito de Mogi das Cruzes

O Diário

O Diário

Deixe seu comentário