POLÍCIA

Roubos de cargas são elucidados

Equipe investigou crime após prisão de bandido. (Foto: divulgação)
Equipe investigou crime após prisão de bandido. (Foto: divulgação)

Com a prisão em flagrante do assaltante Claudemilson Queiroz da Silva, de 27 anos, o delegado Ricardo Glória, titular do 1º Distrito Policial de Palmeras, em Suzano, e a sua equipe com os investigadores Fábio (chefe), Paulo e Alexandre, conseguiram elucidar mais dois roubos praticados por Claudemilson e os comparsas de sua quadrilha, ainda não identificados. De acordo com os policiais, o bando levou cargas das Casas Bahia e da empresa Souza Cruz. “Nós continuamos com as investigações para a identificação dos outros bandidos e o esclarecimento de mais assaltos”, disse, ontem, a autoridade a O Diário.

O grupo considerado muito perigoso por atacar as vítimas com violência e ameaças pode estar agindo não somente em Suzano como também em municípios da Região do Alto Tietê.

Claudemilson reside em Suzano, na Vila Fátima, e a Polícia não descarta a possibilidade de ele e os comparsas residirem próximos, o que ainda está sendo apurado.

Claudemilson ajudou a roubar o carro com cigarros. (Foto: divulgação)

Logo depois de a quadrilha roubar uma carga com 1275 cigarros, avaliada em R$ 7,4 mil, na tarde desta segunda-feira, que estava sendo entregue a clientes pela DJE Transportes, Claudemilson foi capturado pela Polícia Militar. Os maços de cigarros foram colocados em um veículo ocupado pelos integrantes do bando. O bandido preso ficou para trás, rendendo o Motorista Maxwel Pereira, de 36 anos. O Fiat Fiorino, de Francisca de Assis, de 66 anos, a qual também foi rendida pelo grupo, foi recuperado, mas a carga sumiu.

O delegado Ricardo Glória pediu que quem reconhecer Claudemilson como um dos autores de qualquer assalto na Região pode entrar em contado com o Disque Denúncia – 181, para que o criminoso seja responsabilizado pelos seus atos ilícitos.

Com Claudemilson foi apreendido um revólver, de calibre 32. Ele era ex-presidiário e possui extensas folhas de antecedentes criminais. Ontem, o marginal passou pela audiência de custódia, no Fórum de Mogi, e o seu auto de prisão em flagrante se tornou em preventiva, sendo levado sob escolta ao Centro de Detenção Provisória, no Parque Maria Helena, em Suzano.