ATENÇÃO

Sabesp começa a liberar água da Barragem de Taiaçupeba

Desde a manhã de hoje (28), a água da barragem está sendo liberada em razão do alto nível da represa (Arquivo)

O Governo do Estado iniciou a liberação das água da barragem de Taiaçupeba, no Distrito de Jundiapeba, na divisa entre Mogi das Cruzes e Suzano, em função do alto nível da represa. A operação está sendo realizada desde a manhã de hoje, e monitorada pela Defesa Civil do Estado e de Mogi das Cruzes, segundo divulgou hoje pela manhã, a assessoria de Imprensa do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE).

A liberação da água ocorre de maneira preventiva, por causa do aumento da capacidade de armazenamento da água no reservatório do Rio Taiaçupeba, que deságua no Rio Tietê, que ontem à noite atingiu o nível máxima, na altura da Ponte Grande. A medida pode causar alagamentos em bairros baixos, próximos à represa.

A autorização para a liberação monitorada da água é feita pelo DAEE, e a operacionalização do sistema pela Sabesp. Segundo o DAEE, não há qualquer risco para a população, mas o extravasamento da água pode afetar regiões ribeirinhas.

Em nota, na noite de quarta-feira, o órgão informou que “autorizou a SABESP aumentar a vazão da Barragem de Taiaçupeba em decorrência das fortes chuvas dos últimos dias. Essa ação não apresenta qualquer risco à população da região. A vazão será aumentada inicialmente para 300 l/s, podendo ser ampliada para 500 l/s. Sobre as outras barragens do sistema SPAT não haverá mudanças na operação”.

Rio Tietê

Na quarta-feira, o nível do Rio Tietê estava na cota de alerta pela manhã e subiu para emergência no início da noite, na altura do número 543, da Rua Cabo Diogo Oliver, onde está a unidade medição do DAEE.

Por meio do monitoramento do Sistema de Alerta e Inundações de São Paulo (Saisp), o nível do rio atingiu a cota de emergência às 18h20, com 735,80 centímetros. Às 22 horas, a tendência era de diminuição do nível, mas permanecia na faixa de emergência, com 735,82 centímetros. A cota de extravasamento é de 736,10 centímetros. O problema é que a previsão de chuvas para hoje e os próximos dias.

Histórico

O reservatório no Rio Taiaçupeba, que deságua no Tietê, operava na última terça-feira com 71,4% de sua capacidade total, mas sofreu elevação para 77,51% ontem devido ao grande volume de chuvas que atingiu a região. Por conta disso, segundo o comunicado recebido pela Defesa Civil de Mogi, a liberação de água que normalmente é de 100 litros por segundo passaria, primeiramente, para 300 litros/segundo, com expectativa de chegar a 500 litros/segundo.

De forma global, os cinco reservatórios do Sistema Produtor Alto Tietê (Spat) – Taiaçupeba, no Rio Taiaçupeba; Ponte Nova, no Rio Tietê, na divisa de Salesópolis e Biritiba Mirim; Paraitinga, no Rio Paraitinga, em Salesópolis; Biritiba, no Rio Biritiba, na divisa de Biritiba Mirim e Mogi; e Jundiaí, no Rio Jundiaí, em Mogi, – auxiliam na redução das vazões do Rio Tietê e seus afluentes, além de serem utilizados para o abastecimento de toda a região e da Grande São Paulo.

Com a notícia do aumento da vazão na barragem de Taiaçupeba, a Prefeitura de Mogi das Cruzes deixou em alerta as secretarias e órgãos que integram a Operação Verão, criada para priorizar o atendimento a urgências e emergências ocasionadas pelas chuvas e o monitoramento climático da cidade, além do acompanhamento intensificado das áreas de risco.

O grupo, que já possui um plano de ação definido para agir em casos de emergência, é coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança por meio da Coordenadoria de Defesa Civil, com participação de várias secretarias municipais, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Corpo de Bombeiros, Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e polícias Civil e Militar.

A Central de Emergências funciona em plantão 24 horas, com todos os órgãos envolvidos na operação de prontidão, e atende pelo telefone 153. Na tarde de quarta-feira, os órgãos estaduais não confirmavam a operação, o que ocorreu somente por volta das 20 horas, em resposta a um questionamento feito por O Diário.

Tags

Deixe seu comentário