APOSTA

Sakai se diz preparado discutir polêmicas em seu próximo ano como presidente da Câmara

CÂMARA Vereador Sadao Sakai quer concluir projetos e prevê debates de temas nevrálgicos. (Foto: arquivo)

O presidente da Câmara, Sadao Sakai (PL) deverá ser reconduzido ao cargo na eleição que acontecerá na próxima quarta-feira. Ele diz estar preparado para enfrentar os desafios de comandar a Casa em um ano eleitoral, lidar com os desgastes que o Legislativo vem sofrendo por causa de denúncias contra vereadores e temas polêmicos como a votação do Plano Diretor.

Sakai, formado em Ciências Contábeis, promete uma “administração tranquila e enxuta”, com a bagagem adquirida no primeiro mandato como presidente. Um dos destaques da gestão, aponta ele, foi “se familiarizar com os funcionários, conhecer melhor o setor administrativo e entender o processo de licitação para a aquisição de materiais e obras”.

Para o próximo mandato, conta que pretende modernizar os trabalhos legislativos, através do programa ‘Câmara Digital’. “Todo o material que os vereadores precisam imprimir para apresentar em plenário, como as moções, requerimentos, indicações, projetos, passarão a ser digitalizados, uma medida que vai dar mais agilidade na tramitação dos projetos”, explica. Isso permitirá que os membros de comissões possam analisar e emitir pareceres eletrônicos. Até mesmo as assinaturas dos documentos vão poder seguir esse modelo.

Também está sendo elaborado o estudo para a instalação de uma polêmica divisória de acrílico no plenário. Ele disse que a intenção não é blindar os vereadores da população, mas “garantir a segurança dos vereadores”, impedindo que sejam atingidos por material jogado pelo público em protestos feitos durante as sessões, além de “evitar riscos para pessoas que se penduram nas barras de proteção, com risco de cair e se machucar”. A medida encontrou certa resistência porque muda a concepção do projeto original que era permitir o contato entre o público e os vereadores.

Neste final de ano, será iniciada a reforma do telhado da Câmara, que está com vazamentos e goteiras, além da troca dos aparelhos de ar-condicionado. Também será revisto o sistema elétrico para atender as normas do Corpo de Bombeiros.

Já a TV Câmara não sofrerá mudança em 2020. Continuará apenas com as transmissões das sessões legislativas e solenes, além de programa de entrevistas semanais. Os planos de ampliar a programação com matérias externas e debates devem ficar para 2021, já que o contrato com a atual empresa que opera o canal se encerra no final do próximo ano, obrigando uma nova licitação.

Sadao deverá devolver cerca de R$ 4 milhões aos cofres da Prefeitura neste ano. Isso, segundo ele, é resultado da economia que fez neste ano, com o corte de horas extras de funcionários, redução do uso de papéis e revisão de contratos.

Para evitar problemas com a Justiça nos processos de aquisição de equipamentos e materiais, como no caso do café servido no Legislativo – que resultou na condenação do vereador Carlos Evaristo (PSD) -, ele conta que fazer compras pelo sistema de pregão, orienta a realização de cotação com várias empresas e a eliminação dos preços acima do mercado.

Política

Quanto aos assuntos importantes da cidade que dependem da avaliação da Câmara, ele acha que em 2020 os vereadores terão dificuldades para rever a Legislação de Ordenamento do Uso e Ocupação do Solo (Louos) e implementar as mudanças determinadas pelo Plano Diretor. “É um assunto é polêmico porque envolve os bairros e sempre há conflito de interesse de moradores, como no caso da Vila Oliveira, onde existem aqueles que defendem e outros que abominam a possibilidade de mudar a característica do bairro”, comenta.

Ele afirma ter consciência das consequências provocadas por mudanças feitas pela Câmara na forma de correção do IPTU no Município, motivo de protestos de moradores e processos na Justiça. Considerou ainda que o desgaste sofrido pelo vereador Mauro Araújo (MDB), na ação de busca e apreensão em seu gabinete pelo Ministério Público, vai resvalar na Câmara porque a exposição dos fatos nas redes sociais foi grande.


Deixe seu comentário