PROGRAMAÇÃO

Santuário Bom Jesus inicia tríduo e retoma restauração

HISTÓRICO Pandemia interrompeu o cronograma dos serviços de restauração do Santuário Bom Jesus, que serão retomados nesta segunda-feira. (Foto: Eisner Soares)
HISTÓRICO Pandemia interrompeu o cronograma dos serviços de restauração do Santuário Bom Jesus, que serão retomados nesta segunda-feira. (Foto: Eisner Soares)

As fortes chuvas do ano passado revisaram os projetos de recuperação das centenárias estruturas do Santuário do Senhor Bom Jesus, carinhosamente chamado de Igreja de São Benedito, neste 2020, quando o templo completa 215 anos, na região central. O temporal lavou uma das paredes antigas e obrigou o início de uma campanha emergencial para a busca de recursos financeiros. É preciso tapar os buracos abertos no telhado antes de um novo período de cheias. A pandemia interrompeu o cronograma desses serviços, que também serão retomados na segunda-feira.

É nesse clima que começará o tríduo do Senhor Bom Jesus a partir de amanhã, quando apenas 45 pessoas poderão participar da série de missas, sempre a partir das 19 horas.

Neste dia, a celebração será feita pelo padre Marcos Sulivan, reitor do santuário. Na terça-feira, a segunda noite de orações será conduzida pelo padre Ismael Santana e, no dia 5, pelo padre Thiago Fragoso.

Quinta-feira, dia do Senhor Bom Jesus, o programa tem missa e procissão, a partir do mesmo horário. Todos os dias haverá a venda de doces, caldos e pastéis no salão do santuário. É uma maneira de se arrecadar os recursos financeiros necessários para o término dos reparos, que já alcançaram 80% do projeto.

Para participar das solenidades, os paroquianos precisam agendar a presença nas missas. Pessoalmente ou pelo telefone 4799-9417.

A capacidade do prédio centenário considerado o segundo mais antigo do acervo de igrejas mogianas que venceram a barreira do tempo é para 160 pessoas. Por conta da restrição imposta pelo Plano São Paulo para a retomada das atividades em templos religiosos, apenas 45 pessoas podem conferir presencialmente as celebrações.

Já no evento festivo, que contará com a venda de doces e caldos, haverá um controle na entrada do salão, para inibir aglomerações, segundo os responsáveis pelo santuário.

A venda dos produtos se soma a uma campanha lançada entre os frequentadores para se obter os cerca de R$ 65 mil orçados para os serviços no telhado. Uma conta-corrente recebe as doações (Banco do Brasil, agência 6535-8, número 902082-9).

História

Uma das mais conhecidas igrejas da cidade destaca-se por ser morada de São Benedito e pela irmandade que a frequenta. Ela possui registros históricos raros, como pinturas, mobiliário e as paredes de taipa.

No conjunto arquitetônico e cênico da cidade, o santuário tem se destacado por estar entre o centro mais antigo e a área expandida marcada pela construção de altos prédios. Quem olha para a igreja, a partir do Largo Bom Jesus, observa a mistura entre os prédios novos e antigos e a trajetória do desenvolvimento do núcleo urbano central.


Deixe seu comentário