MOGI

Secretário Bezerra apresenta projeto para oferecer assistência aos moradores de bairros distantes

Chico Bezerra tem plano para criar grupos de voluntários (Foto: Arquivo)
Chico Bezerra tem plano para criar grupos de voluntários
(Foto: Arquivo)

O secretário municipal de Saúde, médico Francisco Moacir Bezerra de Melo Filho, o Chico Bezerra, anunciou ontem a implantação de um novo sistema de atendimento para moradores de pontos distantes dos distritos de Taiaçupeba, Biritiba Ussu, Quatinga e Sabaúna. Um grupo de até seis agentes comunitários, vinculados às unidades básicas de saúde dessas localidades, ficará encarregado de visitar as residências situadas em locais mais isolados, longe dos núcleos habitacionais, para avaliar as condições de saúde de seus ocupantes, tirar dúvidas sobre questões ligadas à saúde pública e, se necessário, marcar consultas e encaminhar os necessitados até os médicos dos postos de saúde.

Os agentes, com formação específica na área de saúde pública, atuarão sob a supervisão do diretor da unidade básica de cada distrito e passarão a conhecer de perto a realidade de sua região, assim como as pessoas mais necessitadas de acompanhamento médico-hospitalar, as quais terão acompanhamento permanente dos agentes e do corpo clínico de cada posto. Em casos especiais, os pacientes poderão ser transferidos para receber tratamento específico em hospitais da rede pública.

O novo programa da Prefeitura é uma alternativa ao Saúde da Família, onde os médicos vão até as casas para cuidar dos moradores. “Como não temos condições de implantar o PSF nesses pontos mais distantes, vamos utilizar os agentes de saúde para fazer a intermediação entre a comunidade e o médico do posto que deverá dedicar um horário específico de sua agenda para atender aos moradores dessas localidades de cada distrito”, afirma Bezerra.

Humanização

Outro projeto anunciado pelo secretário está diretamente vinculado à sua proposta de “humanizar a saúde”, por meio de melhorias no atendimento oferecido nas diferentes unidades vinculadas ao município.

A nova proposta de trabalho será desenvolvida em conjunto com o Fundo Social de Solidariedade e deverá ser apresentada, em detalhes, ao prefeito Marcus Melo (PSDB) dentro dos próximos dias, embora ele já tenha recebido as primeiras informações sobre o projeto.

Segundo o secretário Bezerra, o plano prevê a criação de grupos de pessoas voluntárias para atuar junto a postos de saúde, unidades de pronto-atendimento (UPAs), unidades básicas 24 horas e demais setores de atendimento à população.

Esses grupos, formados por até três voluntários cada, serão treinados para recepcionar e acolher os pacientes nas unidades de saúde mogianas. “O objetivo é humanizar o atendimento, fazer os primeiros contatos com os pacientes para que eles se sintam bem, sejam bem acolhidos e atendidos”, afirma Bezerra, que deseja implantar o projeto, prometido durante sua posse no cargo de secretário, “o mais rapidamente possível”.

Terceira Idade
Nos planos do novo secretário está a implantação de uma Unidade Clínica Ambulatorial (Unica), ao lado da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), no Bairro do Rodeio. No local deverão funcionar sistemas voltados especialmente para o homem, além de idosos da chamada Terceira Idade e deficientes físicos.

Na Unica haverá atendimento como fisioterapia, além de outras especialidades voltadas para idosos. Para o homem, haverá até três consultórios com urologistas e médicos de outras especialidades, como reumatologistas e outros.

O projeto inclui ainda, segundo o secretário Bezerra, a criação de um setor específico para atendimento a portadores de algum tipo de deficiência física. “Uma recente pesquisa mostrou que 17% da população brasileira possuem algum tipo de deficiência e nossa meta é atender não só os portadores, mas também os familiares, já que há muitos pais que sabem o que fazer com os filhos deficientes”, diz o secretário, lembrando que a proximidade com a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), localizada ali perto, poderá complementar esse tipo de atendimento a carentes.

“Vamos disponibilizar serviços como fisioterapia, neurologia e psicologia, além de assistência social”, promete o secretário.

Segundo Bezerra, o prefeito Marcus Melo deverá anunciar, em breve, a licitação para construção de uma Unidade de Pronto-Atendimento no distrito de Jundiapeba, assim como uma maternidade que deverá funcionar ao lado do Hospital Municipal, em Braz Cubas, dotada de 60 leitos e UTI Neonatal.

“Como a Santa Casa está quase sempre superlotada, essa maternidade será mais uma opção para suprir as deficiências desse setor na cidade”, disse.