CARTAS

Secretário José Luiz

Caro professor:

Receba essa torrente de críticas como um elogio. Nós, os mogianos, nos acostumamos com uma letargia patológica do seu antecessor. Tão profunda que ouso dizer que muitos nem lembram mais o nome do secretário antigo. E o senhor vem e, em três anos, faz muito mais que o outro fez em 16 anos de mandato (oito com Junji Abe e oito com Bertaiolli). Creio que isso assustou-nos ou acordou-nos.

Não se deixe desanimar, somos professores, estamos acostumados a trabalhar em condições adversas, em situações precárias. Crítica nos fortalece. E para quem acha que professor não tem competência para desenvolver outras atividades fora da sala de aula, saibam esses críticos que nossa profissão é sinônimo de estudo. Nunca paramos sob o risco de nos desatualizarmos e não conseguirmos lecionar. Não entendemos a política, vamos estudar; não entendemos o povo, vamos pesquisar; não entendemos de trânsito, vamos aprender. Então, agradeça os elogios, assimile as críticas e vamos trabalhar.

Prof. Paulo Augusto

paulinho132@hotmail.com


Deixe seu comentário