INTERNACIONAL

Segunda onda de casos de coronavírus pode ser preocupante, diz OMS

O comando da Organização Mundial de Saúde (OMS) advertiu que os países que têm reaberto gradualmente suas economias devem estar atentos para o risco de novos casos de coronavírus. “Uma segunda onda de contágios pode ser preocupante”, afirmou o diretor-executivo da entidade, Mike Ryan, durante entrevista coletiva virtual nesta segunda-feira, 25. Ryan disse que uma “segunda onda” de casos normalmente ocorre em pandemias, mas não necessariamente um “segundo pico” de casos.

“Todos os países precisam continuar em alerta máximo contra o coronavírus”, complementou a líder da resposta da OMS à pandemia, Maria Van Kerkhove.

Para isso, é preciso fortalecer a estrutura de cada país em testes, rastreamento da doença, isolamento dos casos confirmados e capacidade hospitalar, voltou a recomendar o comando da OMS.

A entidade foi alvo de algumas questões sobre o fato de que o estudo com hidroxicloroquina foi suspenso, após levantamentos mostrarem maior taxa de mortalidade entre os pacientes que faziam uso do medicamento.

Ryan garantiu que não há problema com os estudos em andamento da OMS, mas apenas a necessidade de “garantir sua segurança”.


Deixe seu comentário