Seguradora condenada a ressarcir professora

A poderosa Sul América Companhia de Seguro Saúde terá de devolver a uma aposentada de Mogi das Cruzes a quantia de R$ 109 mil relativos a valores cobrados a mais pela seguradora, desde 2004, nas mensalidades do plano de saúde, que também tiveram seus valores revisados por determinação da Justiça. A decisão final, já irrecorrível, foi tomada pela 5ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, baseada no fato de que a seguradora não informou quais os fatores compuseram os índices de reajustes anuais aplicados ao valor da mensalidade paga pela professora. O processo tramitou inicialmente pela 5ª Vara Cível do Fórum de Mogi das Cruzes, onde o juiz Gustavo Alexandre da Câmara Leal Belluzzo acolheu parcialmente a reclamação dos representantes legais da professora e determinou à empresa a revisão nos reajustes efetuados “nos anos de 2011 e seguintes, observado o prazo de prescrição trienal, substituindo-os pelos percentuais autorizados pela Agência Nacional de Saúde, conforme aqui decidido e devolver, de forma simples, os valores pagos a maior pela parte autora, devidamente corrigidos (Tabela Prática do Tribunal de Justiça de São Paulo), desde os respectivos desembolsos, a contar do reajuste excessivo ocorrido no ano de 2011, conforme sua data base no mês de julho, e com juros de 1% ao mês a contar da citação, até o efetivo pagamento, mantidos os demais termos do contrato.” A empresa recorreu para o Tribunal de Justiça do Estado que manteve a decisão tomada na instância inicial, em Mogi, reconhecendo a ilegalidade dos reajustes das mensalidades do seguro saúde, cujos índices adotados pela seguradora foram impostos sem qualquer explicação. A partir da decisão, a Sul América terá de revisar o valor da mensalidade de aproximadamente R$ 6 mil (caso fossem aplicados os índices fornecidos pela seguradora) para R$ 3.222,00. A aposentada foi representada pelos advogados do escritório mogiano “Andari e Nagib – Sociedade de Advogados”.

Fã clube
Alguém que se identifica apenas como “fã” acaba de criar no Facebook um Fã Clube de Marco Bertaiolli (PSD), que além de reproduzir as postagens do prefeito em sua página oficial, também traz depoimentos invariavelmente favoráveis a ele. A página, ontem à tarde, contava com 1.941amigos. A (o) fã que criou a página “para todos os admiradores do Marco Bertaiolli” se mantém anônima (o).

Pragmatismo
O PT de São Paulo está às voltas para tentar impedir a execução de um débito de R$ 5,3 milhões com a fornecedora da campanha de seus deputados nas eleições de 2014. Resultado da proibição em lei de que partidos recebam doações de empresas para a futura campanha. A informação da “Coluna do Estadão” talvez explique o pragmatismo adotado pelo PT mogiano nas negociações para se coligar com quem lhe assegure um mínimo de estrutura para a futura campanha. Apesar das reações de setores mais, digamos, ideológicos do partido, a aliança poderá ser feita mesmo com Gondim Teixeira (SD).

Esquecido
O paratleta mogiano Bruno Barbosa Bosquê Pires, que tem representado Mogi em várias competições internacionais de tênis, não foi lembrado para participar da solenidade de passagem da tocha olímpica pela Cidade, no próximo dia 26, feriado de Santana, padroeira de Mogi. Familiares do jovem paratleta procuraram os organizadores que atribuíram a escolha dos que vão conduzir a tocha aos patrocinadores.

Lançamento
A comerciante Ivone Ohama lança, neste sábado, às 15 horas, na Livraria Boigy, o seu livro “A Engrenagem – encontrando a liderança em Jesus Cristo”, publicado pela Editora Ilustra. A obra, na linha da autoajuda, trata de situações como perda, problemas, dificuldades e sofrimentos que podem mudar inesperadamente a vida das pessoas. A autoria, que teria enfrentado tudo isso, conta que encontrou respostas e ajuda em Cristo.

Cotidiano

EXAGERO  Se você conseguir se decidir, em meio a tantos cartazes de ofertas, não tenha dúvidas: o seu churrasquinho do final de semana estará garantido. (Foto: Eisner Soares)
EXAGERO Se você conseguir se decidir, em meio a tantos cartazes de ofertas, não tenha dúvidas: o seu churrasquinho do final de semana estará garantido. (Foto: Eisner Soares)

Frase
Para ganhar, você precisa ter voto e baixa rejeição. Lula não ganharia no segundo turno.
Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo, alfinetando o virtual adversário de 2018, Lula da Silva (PT), após as recentes pesquisas eleitorais. Ontem, no Estadão


Deixe seu comentário