CASO

SHPP investiga assassinato em Ferraz de Vasconcelos

O Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) passou a investigar nesta segunda-feira (23) o assassinato de Marinalva Barros de Souza. Ela foi encontrada morta no final da tarde de sábado último, no poço da casa dela em uma chácara na rua Benedito Cardoso Filho, no Jardim Louzano, em Ferraz de Vasconcelos.

O marido de Marinavala, Paulo Conceição Silva, foi procurado pela Polícia, mas não foi localizado. Ele seria suspeito do crime, pois testemunhas afirmaram que a vítima estava desaparecida.

O ajudante geral Carlos Silva Alves de Araújo, de 35 anos, contou aos policiais que foi à chácara levara cabritas para pastar e acabou localizando a vizinha Marinalva dentro do poço.

O assassinato foi registrado pelo delegado Lourival Zacarias como homicídio doloso (com intenção), sendo o infanticídio uma das três qualificadoras. Há relatos que Marinalva não queria voltar a conviver com o companheiro.


Deixe seu comentário