INFORMAÇÃO

Sindicato dos Metalúrgicos vai vender imóveis em Mogi

Decisão é resultado da crise econômica e fim do imposto sindical

Após anunciar a venda de sua sede, no bairro da Liberdade, na Capital, o Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi prepara-se para negociar suas propriedades em Mogi das Cruzes – o clube de campo, em Biritiba Ussu, e a sede da rua Afonso Pena, na Vila Industrial. A verdadeira “operação desmonte” do patrimônio da entidade é resultado da recente reforma trabalhista que eliminou o imposto sindical obrigatório, correspondente a um dia de trabalho de cada integrante da categoria, inclusive os não sindicalizados, a cada ano; além do elevado índice de desemprego que reduziu a receita dos sindicatos em geral. Só na sede da Capital, o custo de manutenção era de cerca de R$ 3,5 milhões mensais. O imóvel, com 14 andares, três intermediários e três do subsolo (com capacidade para 250 carros), tem heliponto, auditório para 900 pessoas, duas torres de elevadores, e espaço para exposições. A ideia da direção é estancar a sangria, antes que ganhe contornos de bola de neve e vá crescendo, insuflada pelo balanço no vermelho acrescido de juros. Nos planos da diretoria está a compra de um imóvel menor, que pode ser até o que serve de sede para a Força Sindical, atualmente à venda por R$ 16 milhões. Hoje, as dívidas do Sindicato chegam a R$ 20 milhões. Ainda não se tem informações sobre os valores de venda das propriedades localizadas em Mogi. Mas é certo que a sede, na Vila Industrial passou recentemente por uma ampla reforma, que a transformou num prédio bem diferente das modestas instalações do Sindicato no passado. Mas a cereja do bolo está nas proximidades de Biritiba Ussu, onde o clube de campo da categoria ocupa uma área de 92 mil m², com 42 chalés com churrasqueiras individuais, pisicinas, vista para a barragem de Taiaçupeba, campos de futebol, quadras, pesqueiros, bosques com trilhas, tirolesa, restaurante, entre outras melhorias. A frequência é muito grande, principalmente nos fins de semana e feriados.

De olho

Os responsáveis pela montagem das chapas de vereadores dos diferentes partidos políticos da cidade têm se orientado por meio de consultas aos resultados das eleições municipais passadas. Isso faz com que aumente consideravelmente o assédio aos candidatos mais votados no pleito de 2016, em Mogi. Sem as coligações, proibidas na futura disputa proporcional pela atual legislação, cada agremiação terá de montar sua chapa, o que faz crescer o cacife dos bons de votos já comprovados.

Representante

O médico e ex-vice-prefeito de Mogi, Melquíades Machado Portela, foi designado pelo chanceler da UMC e ex-prefeito, Manoel Bezerra de Melo, para representá-lo na solenidade da Câmara que homenageou os nordestinos que tiveram importância na história da cidade. Melquíades mostrou que continua em forma ao discursar agradecendo a iniciativa do vereador Francimário Farofa de Macedo (PR). E Melo continua vivendo no bairro da Aldeota, em Fortaleza, sem planos de retornar a Mogi.

Surpresa

Uma das preocupações do presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê, prefeito Marcus Melo (PSDB), é flexibilizar o uso de R$ 100 milhões, encontrados por ele na conta do órgão. O dinheiro só não foi usado até agora em razão do excesso de burocracia para sua liberação. Vencida tal dificuldade, os municípios do Comitê deverão apresentar projetos a serem discutidos e votados, antes de colocados em prática.

Eles merecem!

Os expedicionários mogianos Miled Cury Andere e Paulo Pereira de Carvalho irão receber títulos de Honra ao Mérito, no plenário da Câmara Municipal, no próximo dia 18 de outubro, às 20 horas. Os dois integrantes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), que participaram da campanha da Itália, serão homenageados por iniciativa do vereador Otto Flôres de Rezende (PSD).

Frase

A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade é uma coisa muito nossa.

José Eugênio Soares, o Jô Soares, humorista, apresentador de tevê, escritor, dramaturgo, diretor teatral, ator, músico e pintor brasileiro

Deixe seu comentário