ARTIGO

Só a Educação muda o Mapa da Desigualdade

Marco Bertaiolli

O Mapa da Desigualdade de 2019, publicado pela Rede Nossa São Paulo, traz uma série de informações que demonstram as diferentes realidades entre os moradores da periferia e dos bairros onde a população tem maior poder aquisitivo. Quem vive na Cidade Tiradentes, no extremo Leste de São Paulo, morre em média 23 anos mais cedo que um morador de Moema, bairro com um dos metros quadrados mais valorizados da capital.

Há diferentes causas para que isso ocorra, desde as mortes por doenças por falta de acesso à equipamentos de saúde; como a violência, desde a doméstica até as causas consideradas externas. Mas por trás de todos estes números e estatísticas há, na minha opinião, um único investimento capaz de reverter essa situação: o investimento em Educação. Fundamentalmente, no Período Integral.

Não acredito em outra forma de transformação e justiça social. Quando se abrem as portas do conhecimento, nunca mais elas se fecham. Ao contrário, os horizontes se ampliam e vão muito além do imaginado.

Todos sabem o quanto acredito na Educação como a grande transformadora de vidas; escrevi um livro sobre isso, que foi lançado há dois anos e mostrou toda a minha “Forma de Pensar e Fazer Educação” no período em que fui prefeito de Mogi das Cruzes, entre 2009 e 2016.

Sempre defendi que lugar de criança é na escola e não na rua. Por isso, implantamos o período integral em 217 escolas municipais localizadas nos bairros mais distantes, onde ficar na rua, ou ficar na escola, estudando, fazendo esporte, tendo aula de música, de teatro, se alimentando, faz toda a diferença na vida desta criança e de sua família. Partimos do zero e 8 anos depois, mais de 27 mil alunos tinham um grade horária de 9 horas e 5 refeições diárias, do café da manhã a janta antes de ir embora.

Sempre disse que se fossemos esperar o dia perfeito, a hora certa e as condições ideais para implantar o Período Integral em Mogi das Cruzes, ainda estaríamos esperando. Podem rer certeza de que só vale a pena estar na vida pública se for para mudar a vida das pessoas para melhor. É para isso que estamos trabalhando e é para isso que continuaremos trabalhando.

Marco Bertaiolli é deputado federal e vice-presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo


Deixe seu comentário