CARTAS

Sono profundo

Enquanto aqui na terra os americanos capitaneados por Donald Trump, que só pensa naquilo (no muro), se afastaram do Acordo do Clima (COP-21 de Paris) pagaram caro, em 2018, com prejuízos materiais de US$ 21 bilhões e a perda de centenas de vidas na terrivel crise hídrica do Estado da Califórnia, agora foi a vez da Nasa desativar suas pesquisas em marte na busca por água ou algum sinal de vida. Seus jipes gêmeos, Spirit e Opportunity, entraram em sono profundo, vítimas de tempestades de poeira cósmica que desativaram seus controles, sistema de energia e comunicação com a terra. A viagem mais longa que o ser humano terá que fazer aqui na terra não será para marte, saturno ou netuno, mas para dentro de si mesmo.

José Pedro Naisser
jpnaisser@hotmail.com