Surgem os primeiros indicativos da sucessão

Ainda que persistam dúvidas sobre o candidato a ser lançado pelo grupo político do prefeito Marco Bertaiolli (PSD), surgem entre os partidos de oposição os primeiros nomes que deverão participar da disputa pela Prefeitura de Mogi, nas eleições do próximo ano. O nome mais certo até agora é o de Marco Soares que deixou o PT, dizendo-se surpreso e desiludido com os rumos políticos do partido, para assumir o comando do PRB mogiano, com o desafio de dar ao partido a expressividade que ele pouco teve na Cidade, além de haver conseguido conduzir à Câmara Municipal, o seu único representante, o vereador Roberto Valença, que pouco fez para justificar sua eleição, além de brincar de explodir “bombinhas”  – que muito se especulou ser um tiro – no interior de seu gabinete. Soares assume a Presidência do PRB sem dizer o que fará com o explosivo vereador, mas assegurando sua intenção de concorrer, pela segunda vez, à Prefeitura de Mogi. Pelos lados do PT, a anunciada candidatura de Rodrigo Valverde, atual presidente da agremiação, resultou numa confusão sem tamanho e no surgimento de um segundo pré-candidato, o sindicalista Alexandre Almeida, que mostrou alguma força eleitoral ao se tornar terceiro suplente da bancada, onde Valverde é o primeiro. A escolha do futuro prefeiturável petista acontecerá após a conclusão dos trâmites internos da agremiação. Quando isso acontecer, serão pelo menos dois candidatos prontos para enfrentar o mistério que continua envolvendo a candidatura oficial. O ungido de Bertaiolli continua sendo um enorme ponto de interrogação. E pelo menos uma coisa não dá para discutir: o prefeito mostrou um bom jogo de cintura político ao levar para seu lado a maioria dos partidos com representantes na Câmara, preocupando-se apenas com as formações de chapas para vereadores nesse enorme arco de aliados. Aliados que não são sequer curiosos. Pois se dispuseram a discutir como será a sucessão no Legislativo sem ao menos saberem quem será o aliado que disputará a Prefeitura.
 

edito 12 .jpeg divulgao
Alunos da Associação Mogiana Oficina de Aprendizes (Amoa) conheceram a Assembleia, após encontro com o deputado André do Prado / Foto: Divulgação

FRASE

Vamos repudiar sistematicamente o vale-tudo para atingir qualquer governo, seja federal, estadual ou municipal. Quem acaba sendo atingido é a população.

Dilma Rousseff (PT), presidente da República, fazendo apelo público a cinco dias dos protestos programados para o Pais