REVIRAVOLTA

Suspeito de tentativa de latrocínio é esfaqueado por vítima, procura atendimento e é preso

Um dos dois assaltantes que cometeram tentativa de latrocínio na residência do casal Edmilson de Jesus Lima, de 35 anos, e de Jurema Amoroso Lima Silva, de 49 anos, na noite do último dia 6, na Estrada Particular Fujiwara, em Jundiapeba, foi capturado pela Polícia Militar e ontem teve a sua prisão preventiva decretada pela Justiça na audiência de custódia no Fórum de Mogi. Trata-se de Luciano Cruz Ferreira, de 33 anos, que reside na Avenida Talete Maccio, também em Jundiapeba.

Edmilson contou que ouviu barulho e saiu para verificar quando foi atacado por dois encapuzados. Um deles empunhava um martelo e o outro um revólver. Eles o ameaçaram e o obrigaram a retornar para o interior da casa onde estava a sua esposa adoentada.

“Eles pediam dinheiro, mas eu tentava explicar que não tinha, porém não acreditaram”, explicou Edmilson. A hora mais tensa foi quando o bandido armado apontou a arma na direção de Jurema. Edmilson se aproximou do outro criminoso e recebeu um golpe de martelo na cabeça do lado direito.

Acreditando que os assaltantes iriam matá-los, o ajudante de cozinha enfrentou o marginal depois de pegar uma faca. Edmilson durante a luta desferiu golpes de faca no bandido e a touca dele caiu. Assim, pode ver o seu rosto ao ponto de o casal reconhecê-lo após ele ser capturado.

A ação de Jurema também ajudou o marido. Ela ligou para o dono da chácara onde moram e pediu socorro. O assaltante Luciano gravemente ferido conseguiu escapar com o apoio do comparsa, não identificado. Para trás, ele deixou uma mochila, a touca e o martelo.

Jurema ficou muito nervosa, mas foi socorrida pelo patrão ao Posto de Saúde de Jundiapeba. Nesse meio tempo, ele encontrou uma viatura da PM e avisou sobre o crime.

No início da madrugada de ontem, o bandido Luciano deu entrada no Hospital Luzia de Pinho Melo, no Mogilar, para ser medicado em razão das facadas que sofreu ao enfrentar Edmilson. A Polícia Militar foi informada e deslocou, então, uma equipe ao hospital, onde o criminoso Luciano foi preso. A mochila, a touca e o martelo do marginal ficaram apreendidos e devem servir como prova da tentativa de latrocínio. A faca usada por Edmilson para se defender também ficou retida. Ontem, a polícia seguia sem pista do assaltante foragido.