Teatro Experimental Mogiano realiza a leitura de ‘Ponto Zero’

O texto é assinado por Milton Feliciano, o atual presidente do TEM. (Foto: Arquivo/ O Diário)
O texto é assinado por Milton Feliciano, o atual presidente do TEM. (Foto: Arquivo/ O Diário)

As angústias, desilusões, contradições e frustrações de um jornalista que perde o emprego e não consegue ir de atrás um novo trabalho, os diálogos com a mulher que tenta lhe mostrar uma dura realidade e o contraponto com as atitudes e escolhas do sogro são os temas principais da peça ‘Ponto Zero’, escolhida do projeto TEM Leitura Dramática desta terça-feira.

O texto inédito é de Milton Feliciano, atual presidente do TEM (Teatro Experimental Mogiano) e de Valter Padgurschi, ex-integrante do grupo, morto em agosto de 2012. A leitura será feita pelos atores convidados Alexandre Magno e Bruna Marcelle e Roberto Lemes Cardoso, do TEM. A direção é de Rodrigo Prestes com a assistência de Amair Campos, atriz e viúva de Padgurschi.

Na peça, Edu (Magno) é um jornalista frustrado e ressentido de cerca de 45 anos; Mariana (Marcelle) é sua mulher, uma professora, pesquisadora e batalhadora entre 30 e 40 anos; Renato/anjo (Cardoso) é o pai de Mariana, de quase 70 anos, um vitorioso na vida, apesar de ter enfrentado muitas adversidades e feito escolhas questionadas pelo genro. ‘Ponto Zero’ se passa em 2001, na época do ataque às torres gêmeas de Nova York e traz vários questionamentos políticos e sociais das gerações que viveram as últimas décadas do século 20.

A leitura acontece na terça-feira, às 19h, no Casarão do Carmo (Rua José Bonifácio, 516, área central de Mogi e a entrada é gratuita.

Abrir espaço a autores de Mogi das Cruzes e Região para apresentar seus textos a atores, diretores e o público em geral, é o principal objetivo do TEM Leitura Dramática, além de incentivar novas montagens e testar a aceitação das peças. A atividade é realizada a cada 15 dias no Casarão do Carmo. É aberto a todos, preferencialmente aos mogianos que nasceram ou vivem na cidade, moradores de cidades vizinhas ou que tenham uma relação com Mogi das Cruzes e seus grupos teatrais.

Interessados devem encaminhar uma cópia do texto ao TEM, à Rua Alcides Machado, 345, Vila Sarah Avigson, no Mogilar, com uma declaração de autoria e autorização para a leitura, aos cuidados de Amair Padgurschi.